Zahyra Mattar
Tubarão

Aos poucos, o preço do litro do álcool volta ao patamar que o brasileiro estava acostumado antes da alta entre o fim do ano passado e o começo deste, quando o produto faltou no mercado e chegou a ser vendido com valor de até R$ 2,29.

Exatamente como projetado pelo delegado do Sindicato do Comércio Varejista de Combustível da Região, Valdo Viana Filho, a baixa é gradativa e, agora, já começa a agradar o consumidor e também os donos de postos. Até o fim do mês passado, o valor do litro do álcool era vendido, em média, entre R$ 2,19 e R$ 2,29 na região.

Agora, o preço caiu R$ 0,40, a maior a queda desde o começo do ano. Na região, o preço médio praticado está entre R$ 1,75 e R$ 1,89. “Estamos mais animados, mas a meta é chegar ao preço praticado em São Paulo hoje, entre R$ 1,00 e R$ 1,10. Aí sim fica justo para todos. Só não alcançamos este valor ainda porque o ICMS no estado paulista é muito menor do que o nosso”, compara Viana.

O delegado pontua ainda que os estoques nas usinas ainda são altos, então, a tendência é que o preço do combustível continue em queda escalonada. Com os valores de agora, o álcool já começa a voltar ser o mais vantajoso no comparativo com a gasolina, que continua com o preço no mesmo patamar praticado em maio: de R$ 2,60 a R$ 2,68.

Valores
Preço do litro do álcool
praticado na região

De janeiro a março
Entre R$ 2,19 a R$ 2,29
De abril e mês passado
Entre R$ 1,89 a R$ 1,99
Este mês
Entre R$ 1,75 a R$ 1,89