Carolina Carradore
Tubarão

As gargalhadas da pequena Isadora, de dois anos, contagiava a sala de fisioterapia da Apae, ontem. Cada passo que dava durante as brincadeiras realizadas pela fisioterapeuta era considerado uma vitória para a mãe Suelen Fortunato, 26 anos. Isadora não precisou interromper as sessões de fisioterapia e de fonodiaulogia neste período de férias porque a instituição resolveu abrir uma colônia de férias.

“Ela está quase andando e é ótimo continuar com as atividades este mês para melhorar ainda mais a qualidade de vida da Isadora”, comemora a mãe. Quarenta e três alunos continuam a frequentar a Apae este mês, mas agora de uma maneira muito mais divertida. Eles aprendem brincando.

A proposta central da ideia é não interromper os atendimentos de fisioterapia, fonodiaulogia, assistência social, atendimento psicológico e do trabalho pedagógico dos alunos. Além das atividades de rotina, os estudantes ainda têm uma programação diferenciada, recheada de diversão.

“Até os lanches são diferentes. Realizamos aulas de desenho, jogos, piscina e brincadeiras. Assim, os alunos podem continuar suas atividades, além de ter mais entretenimento nessa época do ano”, ressalta a secretária da Apae, Estela Maris Bittencourt.

A associação atende 247 estudantes durante o ano. A colônia de férias funciona das 13h30min às 17h30min, de segunda a quinta-feira. As atividades serão encerradas no dia 11 do próximo mês. As aulas recomeçam no dia 17.