Tatiana Dornelles
Tubarão

Violência, drogas e criminalidade atualmente são palavras bastante comuns no vocabulário dos principais noticiários da TV e da boca do povo, o que de certa forma gera muita insegurança na população. Entretanto, outros fatores também deixam as pessoas preocupadas, como o trânsito, por exemplo.

Todos os dias, cenas de completo desrespeito às leis são presenciadas pelas estradas afora, sejam das esferas municipal, estadual ou federal. Nas ruas de Tubarão, as imprudências ocorrem a toda hora. Com muitas vias pavimentadas, alguns motoristas aproveitam a situação para pisar no acelerador: 80, 90 e até 100 km/h são comuns em ruas e avenidas em que o máximo permitido é 60 km/h.

E a fiscalização, por onde anda? O radar móvel, que ajuda a coibir a alta velocidade, em Tubarão ‘desapareceu’ das ruas. “Tivemos problemas técnicos com o radar móvel, mas o equipamento esteve em funcionamento até o fim do ano passado. A partir da próxima segunda ou terça-feira, estará em operação novamente”, garante o secretário de segurança e trânsito da prefeitura de Tubarão, João Batista de Andrade.

Além disso, ressalta o secretário, os motoristas ‘relaxaram’ e aumentaram a velocidade. “Com o radar nas ruas, as pessoas se policiam mais quanto à velocidade. Acredito que houve um relaxamento dos condutores devido à falta do radar móvel e com as estradas pavimentadas. Mas faremos um trabalho intensivo a partir de semana que vem”, afirma.

No que se refere à tão sonhada instalação de lombadas eletrônicas, Batista conta que o projeto – que sofreu mudanças -, ainda não foi terminado. “Concluiremos até o fim do ano, se possível no primeiro semestre. Conversei com o prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) e pedi para ele colocar em andamento. A lombada objetiva a redução da velocidade naquele local, enquanto o radar móvel educa o motorista a andar somente na velocidade permitida. Mas ambos são importantes”, compara.

O projeto prevê a instalação de lombadas eletrônicos em alguns pontos da cidade e ainda o ‘furão’. “É um radar que mede a velocidade no semáforo. Registra, além da velocidade do veículo, o momento em que o carro para em cima da faixa ou fura o sinal”, explica Batista.

Locais
A instalação das lombadas eletrônicas está prevista para as seguintes estradas: Manoel Miguel Bittencourt (do presídio); Patrício Lima (Humaitá); Expedicionário José Pedro Coelho; estrada geral São João; Silvio Cargnin; Sílvio Búrigo (próxima à Feinvest); do colégio de São Martinho; e as avenidas Marcolino Martins Cabral e Getúlio Vargas (de acesso a Capivari de Baixo). “Podem ser alterados de acordo com a necessidade”, diz o secretário João Batista de Andrade.