Amanda Menger
Tubarão

A instabilidade do solo, devido às chuvas, pode ter sido a causa da queda de um equipamento de bate-estaca na rua marginal da BR-101, em Tubarão. Por pouco, o caso não causou uma verdadeira tragédia. Isso porque no momento não passava nenhum veículo (o peso estimado do bate-estaca é de 18 toneladas). O acidente ocorreu por volta das 15h30min de ontem e deixou o trânsito interrompido no local por cerca de duas horas.

O bate-estaca é utilizado para fazer a fundação do viaduto que passará por cima da SC-438, no trevo norte de Tubarão (trevo do posto Fera). Segundo funcionários da Triunfo, empresa responsável pelas obras de duplicação da BR-101 em Tubarão, a queda ocorreu após o deslocamento do equipamento.

“O bate-estaca tem uma base de madeira que é móvel, exatamente para podermos movê-lo. Ao mexer, para que fosse colocada uma nova estaca, esta base deslizou. O solo embaixo estava molhado, em virtude das chuvas dos últimos dias, ficou instável e o equipamento tombou na pista”, explica o encarregado da Triunfo, Cícero Pedro Teixeira. O funcionário que fazia a manobra não se feriu. A queda do bate-estaca provocou buracos na via, o que foi reparado em seguida pela empreiteira. O trânsito foi normalizado somente no fim da tarde.