Zahyra Mattar
Tubarão

As obras de duplicação no lote 29, entre Araranguá e Sombrio, serão retomadas no próximo mês. Os trabalhos estão paralisados no trecho desde o começo deste ano, quando a Construtora Triunfo anunciou a sua desistência. Antes disso, a execução era feita pela DM Construtora, que teve o contrato rescindido em 2008. Ambas, inclusive, participaram deste novo processo de licitação.

A Triunfo foi desclassificada ainda na fase de habilitação, por não apresentar condições de execução do projeto. A DM perdeu na etapa das propostas financeiras. Agora, os trabalhos serão feitos pelo do consórcio Construcap/Modern/Ferreira Guedes, de Palhoça.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Santa Catarina, João José dos Santos. A obra está orçada em cerca de R$ 276 milhões.

E, se tudo correr dentro do previsto, o lote 29 será concluído até março de 2012. É o mesmo prazo previsto para o término das obras-de-arte especiais, cujos editais de licitação serão lançados na próxima segunda-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em Criciúma: o da travessia do canal de Laranjeiras, na comunidade de Cabeçuda, em Laguna, e o túnel do Morro do Formigão, em Tubarão.

O lote 29 tem 26 quilômetros de extensão e prevê a construção de uma ponte (sobre o Rio Araranguá), um elevado de quase três quilômetros (o contorno de Araranguá), dois viadutos, oito passagens inferiores e dez passarelas.