No mês de agosto, os atendimentos também foram suspensos  -  Foto:Elvis Palma/Divulgação/Notisul
No mês de agosto, os atendimentos também foram suspensos - Foto:Elvis Palma/Divulgação/Notisul

Laguna

O descumprimento, por parte da prefeitura de Laguna, no acordo de parcelamento da dívida com o Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos, firmado há três meses, além do atraso do pagamento da parcela atual que totaliza R$ 100 mil, levaram os administradores à decisão de suspender os atendimentos eletivos do serviço de emergência a partir de segunda-feira, às 7 horas. Os atendimentos aos pacientes graves – casos de urgência e emergência – não serão afetados. A decisão será mantida até que sejam quitados todos os valores devidos.

Na terça-feira, outra parcela de R$ 100 mil se somará a esta, dobrando assim o valor da dívida. Conforme a presidente do hospital, Regina Ramos dos Santos, os atrasos dos repasses já ocorrem há muitos meses e prejudica o cumprimento dos compromissos financeiros da instituição. “Foi feito um acordo com a prefeitura e nós cumprimos ao contratar mais um plantonista por dia, no horário entre 13 e 23 horas. Assim, os custos aumentaram e eles não cumpriram a parte deles”, salienta. “Foram esgotadas todas as possibilidades de diálogo, inclusive com consulta ao Ministério Público”.

A secretária de saúde, Raquel Xavier, afirma que o repasse não foi feito, pois a prefeitura também não recebe os recursos das esferas federal e estadual. “Não conseguimos manter os pagamentos em dia porque não recebemos.

Estamos na busca de recursos para regularizar tudo”, lamenta.