Município de Tubarão foi o último dos 22 a receber mudas, em setembro. Agora ganhará mais uma cota  -  Foto:D’Alma Comunicação e Design/Divulgação/Notisul
Município de Tubarão foi o último dos 22 a receber mudas, em setembro. Agora ganhará mais uma cota - Foto:D’Alma Comunicação e Design/Divulgação/Notisul

Tubarão

O meio ambiente foi um dos setores atingidos pelo fenômeno climático do último dia 16. O acúmulo de lixo, entulho e outros resíduos, seja pela quantidade de árvores danificadas ou arrancadas, mudou o cenário nos municípios atingidos pelo temporal. Uma quantidade ainda não contabilizada de árvores de várias espécies destruídas deixou vazios locais onde antes predominava o verde da vegetação.

Preocupado com o impacto a curto e médio prazos que a subtração da vegetação pode provocar, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão e Complexo Lagunar decidiu contribuir para o replantio de árvores em locais mais atingidos. Seis mil mudas de árvores de espécies nativas e nativas frutíferas foram adquiridas para doação. 

Apesar de ter concluído recentemente o ciclo de distribuição de mudas destas mesmas espécies aos 22 municípios integrantes da Bacia Hidrográfica, o Comitê acredita ser oportuno e importante contribuir para o repovoamento dos pontos mais afetados.

Os responsáveis pelo setor de meio ambiente dos municípios devem procurar o Comitê pelos números (48) 3632-5815, no período da tarde, ou 8848-1538.