Carolina Carradore
Tubarão

Apesar de não haver mais nenhum impedimento para a reativação do estacionamento rotativo em Tubarão pela prefeitura, a Área Azul só deve entrar em funcionamento novamente no próximo ano. A informação é do secretário de segurança e trânsito, Antônio Bittencourt, o Toni.

Um novo sistema de estacionamento é analisado pela secretaria, mas a efetivação depende de licitação, para a locação dos novos parquímetros. “Ainda não sabemos o modelos que serão instalados, mas acredito que a Área Azul entrará em funcionamento somente em 2011”, prevê Toni.

A prefeitura já está apta a assumir os serviços, uma vez que o prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) já sancionou a lei que dá essa abertura ao município, aprovada pela câmara de vereadores. As contas com a Caiuá, – empresa que era responsável pela fiscalização da Área Azul – parece que também já foram acertadas. Segundo o secretário, R$ 54.858,94 foram depositados na conta da empresa para quebrar o contrato com a prefeitura.

O gerente da Caiuá, Hélio Mizobuti, deixou claro que até aceitou a rescisão do contrato pelo valor estipulado pelo município, mas não descarta uma possível ação judicial a fim de discutir a indenização. “Não queremos prejudicar a prefeitura. Tanto que aceitei os termos, mas também preciso pensar na empresa. Investimentos muito em Tubarão”, argumenta Hélio.

Entenda o caso
Em fevereiro deste ano, o juiz Júlio César Knoll suspendeu a fiscalização da Área Azul por parte da Caiuá Consultoria e Assessoria. A suspensão ocorreu após o pedido de liminar formulado pelo Ministério Público, através de uma ação civil pública em desfavor do município de Tubarão e da empresa. Na época, tanto o município como a empresa estavam impedidos de emitir os “avisos de irregularidades”, elaborados pelas monitoras do estacionamento rotativo.