Zahyra Mattar
Capivari de Baixo
 
Após uma semana tumultuada entre o legislativo e o executivo de Capivari de Baixo, venceram os vereadores de oposição. Na última terça-feira, uma sessão extraordinária havia sido marcada para a análise de duas matérias.
 
Na pauta: o projeto de criação do Procon e a derrubada ou manutenção do veto do prefeito Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB) a uma emenda feita pelo legislativo ao projeto do orçamento para este ano.
 
Para derrubar o veto do prefeito, era necessário a maioria absoluta. Um dos vereadores da oposição, Ricardo Arboite (PP), estava fora da cidade, mas conseguiu chegar a tempo de participar do encontro.
 
Devido à municipalização da água, o vereador Fernando Oliveira da Silva (PMDB), o Fernando da Casan, agora uniu-se à oposição ao governo de Brunel.
 
Por conta disso, a bancada da situação retirou a matéria da pauta e marcou uma nova sessão extraordinária para esta sexta-feira. 
O resultado foi óbvio: por cinco votos a quatro, o executivo terá autonomia somente sobre 10% do orçamento. A aplicação dos outros 90% dos investimentos será determinada pelo legislativo, conforme a emenda aprovada em dezembro do ano passado.
 
Os votos
Votaram pela manutenção do veto
♦ Arlei da Silva (PPS); 
♦ Francisco dos Santos Justino (PSDB), o Seu Chico;
♦ Jonas Machado dos Santos (PDT);
♦ Edson João Moraes (PSDB).
 
Votaram pela derrubada do veto
♦ Ailton Bitencourt (DEM);
♦ Elto Aguiar Ramos (PDT);
♦ Fernando Oliveira da Siva (PMDB), o Fernando da Casan;
♦ Onassis da Silva (PP), o Tibica;
♦ Ricardo Arboite (PP).