Zahyra Mattar
Tubarão

A concretização das duas obras prioritárias para a Amurel – o início das obras da segunda etapa do Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, e o lançamento da licitação para a construção do novo prédio do Presídio Regional de Tubarão – já têm data para ocorrer: janeiro do próximo ano.
Após anos de luta, a efetivação dos investimentos literalmente contemplam a essência do Ano-Novo: esperança de futuro melhor. Ambas as obras são vistas como vitais para o desenvolvimento da região. No caso do presídio, é a logística que faltava ao sul do estado. Já o presídio, é uma questão de segurança pública e social indiscutíveis.

zOntem, o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, César Damiani, confirmou: a ordem de serviço para o início da obra da segunda etapa será dada à construtora Espaço Aberto, de Florianópolis, vencedora da licitação. “Já está tudo certo com a secretaria de infra-estrutura do estado. Os recursos estão garantidos e, já na primeira quinzena de 2009, assinamos a ordem de serviço”, garante Damiani.
A segunda etapa está orçada em R$ 6 milhões e compreende a construção do terminal de passageiros e núcleo de proteção ao vôo; subestação, abastecimento de água e tratamento de esgoto. O terminal de cargas não faz parte desta fase. O acesso para o empreendimento – através da BR-101 – será feito pelo governo federal e custará cerca de R$ 6 milhões. A união já sinalizou positivamente quanto à liberação dos recursos.

Assinatura da desapropriação do terreno do presídio é hoje

Quanto ao Presídio Regional, o terreno onde será construído o novo prédio passará a ser efetivamente do estado hoje, às 15 horas, quando ocorrerá a assinatura da escritura pública de desapropriação amigável do imóvel. A formalidade será feita na secretaria de desenvolvimento regional. “Fecharemos 2008 com uma meta perseguida há mais de quatro anos. Para o estado, esta é uma grande vitória, onde mais uma vez a competência e a vontade venceu a burocracia e as adversidades”, pontua o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, César Damiani.

Para o próximo ano, provavelmente também na primeira quinzena de janeiro, deverá ser lançado o edital de licitação, cuja competência é da secretaria de segurança pública do estado, para definir a empreiteira e iniciar a obra.
O valor do terreno de 5,7 hectares no bairro Bom Pastor é de R$ 350 mil. Serão investidos aproximadamente R$ 3 milhões na nova unidade. O local, além de proporcionar maior segurança para a cidade e para quem trabalha na instituição penal, terá 209 vagas.