Tatiana Dornelles
Jaguaruna

A intenção é que o Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, esteja em operação até julho de 2009. Entretanto, um dos maiores medos do secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Ademir Matos, é no que se refere ao corte no orçamento da União para este ano, o que pode atrasar um pouco o início das obras da segunda etapa.

“O orçamento ainda não foi aprovado e não há previsão para isso. Sabemos que não é má vontade do governo federal, muito pelo contrário. Contudo, há uma preocupação com os cortes, o que pode afetar o aeroporto regional. Não que isso vá ocorrer, mas preocupa”, explica Ademir.

O secretário acredita que a licitação para o início das obras seja realizada ainda em março, o que ajudará a agilizar o começo da segunda etapa do aeroporto. “Não sei se será feita pelo Departamento Estadual de Infra-Estrutura (Deinfra) ou pela SDR. Mas a previsão é que saia em março”, reforça.

Para o início da segunda etapa, serão necessários R$ 6 milhões, somente para colocar o aeroporto regional em operação para pousos emergenciais. Para todo o projeto (amplo, ou seja, completo para que não haja necessidade de expansão futuramente), o valor é de R$ 12 milhões. “Serão licitados R$ 6,5 milhões somente para colocar o aeroporto em funcionamento. No que depender do governo do estado, as obras sairão logo.

Entretanto, não sabemos quando o orçamento será liberado e ainda estamos em ano eleitoral. Até junho ou julho, os recursos têm que estar destinados às obras da segunda etapa”, alerta Ademir. A segunda etapa do aeroporto regional inclui torre de comando, sinalização e terminal de passageiros e cargas.