Tubarão

A ordem de serviço para o início das obras referentes à segunda etapa do Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, foi entregue à construtora Espaço Aberto, de Florianópolis, no dia 5 deste mês, uma quinta-feira. A promessa era que a movimentação no local começasse na segunda-feira, dia 9 de fevereiro. Até ontem, 11 dias após o previsto, a pista continua solitária no meio do mato e das vacas que pastam por lá.

Um dos diretores da empresa, Reinaldo Damaceno, explicou ao Notisul que não tinha como levar a equipe para o local sem antes conseguir ligar a energia elétrica. A perfuração dos poços também dependia disso. Na ocasião, ele considerou que as obras ainda eram “nos bastidores”. Todavia, desde então, nenhum projeto para confecção de 1,5 quilômetro de rede de energia necessário foi protocolado na regional da Celesc em Tubarão a fim de ser analisado. O gerente, Gerson Bittencourt, garante que quando isso ocorrer será tratado como prioridade. Ele sabe da importância da obra e do anseio dos empresários e da população.

“Não tenho nada formal. Não temos projeto nenhum sendo analisado ou pedido para ligação definitiva formalizado. De qualquer forma, seremos parceiros. A Celesc quer dar sua contribuição para o crescimento da região. Além disso, existe disponibilidade de energia elétrica para a obra”, assegura Gerson. O projeto deverá ser feito pela empresa tubaronense Eletrons, que já possui convênio com a Celesc. O Notisul tentou contato com Damaceno ontem, mas ele estava em uma reunião e não retornou.