Amanda Menger
Tubarão

No fim de abril, a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) anunciou apoio ao Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, em Jaguaruna. Amanhã, o projeto poderá receber um reforço do sul. Os presidentes das associações empresariais de Criciúma e Araranguá, Santos Longaretti e Karoly Agardi, respectivamente, estarão em Tubarão para uma reunião com empresários locais, na Acit.

O objetivo do encontro é formalizar um acordo entre as entidades representativas. “Vamos formar uma comissão conjunta para apoiar o Aeroporto Regional de Jaguaruna e viabilizar a ampliação da pista do aeroporto de Forquilhinha”, adianta o presidente da Acit, Eduardo Silvério Nunes.
A intenção é destinar ao Aeroporto Regional o transporte de cargas e vôos internacionais, até mesmo devido à estrutura da pista. Forquilhinha seria uma espécie de apoio, atendendo os vôos domésticos.

A pista em Jaguaruna tem 2,5 mil metros de comprimento e 30 metros de largura, e é considerada a maior em extensão entre São Paulo e a Argentina.
O edital de licitação das obras da segunda etapa do aeroporto, que inclui o terminal de cargas e a torre de comando, deve ser anunciado em breve. Segundo o presidente da Acit, o documento está pronto.

“Falta apenas a assinatura do governador. Queremos marcar uma data para que ele venha a Tubarão lançar o edital, mas ainda não conseguimos agendar. Aguardamos”, justifica Eduardo. Segundo o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, César Damiani, ainda não há uma data para a vinda do governador. “Não tem nada marcado, estamos tentando viabilizar a vinda dele para lançar o edital”, garante César.