Karen Novochadlo
Tubarão

O Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, deve entrar em funcionamento no mais tardar em março do próximo ano. Pelo menos esta foi a promessa anunciada pelo governador Raimundo Colombo (PSD), em Tubarão, ontem à noite. Três empresas já se interessaram em operar no aeroporto, entre elas a Gol.

Contudo, ainda é preciso trilhar um longo caminho para que o aeroporto possa entrar em funcionamento. Faltam comprar os equipamentos. Uma licitação para que seja instalada a iluminação externa deve ter o resultado divulgado na sexta-feira. Mas as outras ainda não foram lançadas.

Também não iniciou o pregão de preço para a compra de itens. É necessário adquirir um sistema de gerenciamento de voos e de informática de todo o terminal de passageiros, instalar CFTV, mobília, ar-condicionado e raio-x, aquisição das publicações e cartas aeronáuticas.

Também não está definido como será a administração. Tudo demonstra que será pela iniciativa privada. Mas não foi lançado o edital de licitação para a contratação de uma empresa. E não há indicação de que o documento esteja pronto.
Outra questão é o acesso ao aeroporto pela BR-101. O trecho ainda não foi concluído. Alguns pontos, como o viaduto sobre a linha férrea, foram concretados. Mas a pavimentação começou há pouco tempo. Na sexta-feira, foi liberado R$ 2 milhoes pelo governo federal para o pagamento da empresa que faz as obras. Até agora, a empresa não tinha recebido e usava capital de caixa.

Centro Tecnológico
Tubarão será contemplada com um Centro Tecnológico. O governador fez o anúncio ontem, em uma solenidade na Associação Empresarial de Ttubarão (Acit). Ao todo, serão dez centros no estado. A iniciativa auxiliará no desenvolvimento regional.

Capacidade de distribuição da Celesc aumentará 25%

Aumentará em 25% a capacidade de distribuição de energia pela Celesc na regional de Tubarão. Ontem, o governador Raimundo Colombo (PSD) anunciou que serão investidos R$ 60,9 milhões em obras em alta, média e baixa tensão até 2015.

O recurso proporcionará melhorias em dez municípios. Serão construídas quatro novas subestações: uma em Garopaba, uma em Capivari de Baixo, uma em Sangão e outra em Gravatal. A subestação em Tubarão deverá ter ampliada a capacidade e ser entregue no primeiro semestre do próximo ano. Também serão feitas novas linhas de transmissão.
“O estado é o sexto maior Produto Interno Bruto (PIB) do país e o quarto em renda per capita. Também é o quinto maior consumidor de energia. É preciso fazer investimentos para garantir que Santa Catarina continue a crescer”, explica o diretor técnico da Celesc, Cleverson Siewert.

Hoje, no estado, existem sistemas sobrecarregados. O investimento visa evitar que isto ocorra. E também atender as exigências da Agência Nacional de Energia Elétrica, (Anel). Os municípios que integram a regional de Tubarão são Capivari de Baixo, Garopaba, Imarui, Jaguaruna, Laguna, Orleans, Pedras Grandes e Sangão.

Inauguração da ampliação da Acit

Ontem, empresário, deputados estaduais, o governador Raimundo Colombo (PSD) e outras autoridades participaram de uma solenidade na Associação Empresarial de Tubarão (Acit), onde foi inaugurada a ampliação da sede. No evento, empresários que viabilizaram a reforma receberam uma homenagem. Um deles foi Argemiro Nunes, proprietário da rede de postos A. Nunes e da Copetrol.