Lideranças vistoriam as obras do aeroporto hoje, às 16 horas. O encontro servirá, ainda, para debater o futuro do empreendimento do ponto de vista empresarial.
Lideranças vistoriam as obras do aeroporto hoje, às 16 horas. O encontro servirá, ainda, para debater o futuro do empreendimento do ponto de vista empresarial.

Zahyra Mattar
Jaguaruna

Mais um passo importantíssimo foi dado para que o Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, obtenha a homologação, ou seja, esteja apto a efetuar pousos e decolagens.

Ontem, o diretor de transportes da secretaria estadual de infraestrutura (Deinfra), engenheiro Dilney Cabral Filho, assinou o contrato e emitiu a ordem de serviço à empresa vencedora do processo licitatório à execução dos serviços de instalação, construção e montagem da sinalização noturna (balizamento e papi), da estação de rádio e comunicação, da estação meteorológica e a instalação do rádio farol (NDB).

A licitação, vencida pela Telear, de Porto Alegre, capital gaúcha, prevê investimentos de R$ 1,8 milhões. A verba é exclusivamente do governo do estado. “Com isso, o aeroporto terá a homologação como IFR noturno, ou seja, terá autorização para efetuar pouso por equipamentos noturno”, comemora Dilney.
Conforme o cronograma da empresa, é que mais esta parte da obra esteja finalizada em três meses. Paralelamente, hoje, lideranças da região reúnem-se para criar o comitê executivo do aeroporto. O objetivo é trabalhar projetos que englobem o futuro empreendimento.

“Não podemos deixar para pensar depois como será feita a administração do aeroporto, por exemplo. Além disso, este comitê terá a responsabilidade de atrair investidores, definir quais as linhas aéreas são prioridade e, ainda, apontar onde poderemos buscar os recursos para completar a obra”, detalha o presidente da Associação Empresarial de Tubarão, Eduardo Silvério Nunes, em referência ao terminal de cargas, retirado do projeto da segunda etapa por falta de recursos.