Para este mês, cujos dados serão disponibilizados no próximo, a expectativa é que o avanço seja um pouco mais aparente. Isto porque há a promessa de retomada, em ritmo acelerado, das obras no lote 25.
Para este mês, cujos dados serão disponibilizados no próximo, a expectativa é que o avanço seja um pouco mais aparente. Isto porque há a promessa de retomada, em ritmo acelerado, das obras no lote 25.

Zahyra Mattar
Tubarão

Dos seis lotes de obras de duplicação da BR-101 sul restantes (três estão com 100% das pistas duplas), apenas um avançou, no mês passado, no item ‘pistas duplicadas’. Foi o 26, entre Tubarão e Sangão, sob a responsabilidade da Construtora Triunfo. A empresa liberou mais 2,5 quilômetros de estradas duplas.

E justamente o trecho da Cidade Azul foi o responsável pelo aumento nos percentuais quanto ao avanço das obras. Até janeiro, a extensão sul da BR-101 contava com 177,3 quilômetros de pistas duplicadas. Agora, são 179,8 quilômetros, o equivalente a 75,26% das obras prontas. Ainda faltam 58,7 quilômetros para finalizar as obras.
No comparativo de fevereiro com janeiro deste ano, a duplicação avançou 0,93%. Parte deste percentual aparentemente negativo deve ser creditado ao fato de que, neste momento, todas as empresas – inclusive o consórcio Araguaia/Blokos/Emparsanco, responsável pelo lote 25, entre Laguna e Capivari de Baixo – estão com esforços concentrados na conclusão de obras-de-arte especiais (OAEs).

A finalização de viadutos, passarelas e passagens inferiores é fundamental para que as pistas sejam duplicadas e para que as pistas já duplas e ainda interditadas possam ser liberadas ao tráfego de veículos. É o caso do lote 26.
As pistas duplicadas até fevereiro dizem respeito a adequações do traçado antigo aos novos padrões da rodovia. No trecho de Tubarão, 20,5 quilômetros dos 28,8 quilômetros estão duplicados. Restam mais 8,3 quilômetros para a finalização do lote 26, em termos de pistas.