O monitor Lucas Eduardo Santos já atua como monitor na avenida Marcolino Martins Cabral. A expectativa é que até o meio da semana mais parquímetros devam ser ativados.
O monitor Lucas Eduardo Santos já atua como monitor na avenida Marcolino Martins Cabral. A expectativa é que até o meio da semana mais parquímetros devam ser ativados.

Angelica Brunatto
Tubarão

Até a metade de abril, todas as ruas que abrangem o primeiro setor do Estacionamento Fácil de Tubarão devem estar com os parquímetros em funcionamento. Por enquanto, só a avenida Marechal Deodoro e um trecho da Marcolino Martins Cabral possuem monitores para orientar os motoristas.

Um alívio para quem precisa de um local para deixar o carro. “Já dá para ver a diferença no Centro de Tubarão. Há cada dia mais vagas livres e a rotatividade já é maior no estacionamento”, avalia o motorista Reginaldo Rosa, de Tubarão.
A expectativa dos gestores do consórcio Extran, responsável pela administração do sistema de estacionamento, é que até a metade da semana mais parquímetros estejam em funcionamento na Marcolino, até o Calçadão. Por enquanto, só há sensores ativados entre o Art Hotel até a rua José Ferreira Lima, esquina com o banco HSBC.

Assim que todo o primeiro setor estiver reativado, as primeiras ruas do segundo receberão os equipamentos. “Então, o período educativo termina e o estacionamento será cobrado”, avisa o diretor do consórcio, Sérgio Diniz.
Mesmo em caráter educativo, é necessário o uso os cartões para ocupar nas vagas. Eles podem ser encontrados nas lojas ou no próprio escritório do consórcio (rua Lauro Müller, próximo ao Céu da Boca). Neste período, não há a aplicação de multas ou notificações.
Cada cartão custa R$ 3,50 e só é cobrado o tempo de permanência. A hora para carros custa R$ 1,25 e para motos R$ 0,62.

Bottons e cartões ainda podem ser trocados

O período de troca dos bottons e cartões da antiga Área Azul foi prorrogado até o próximo dia 30. Quem ainda possui pode ir até o escritório do consórcio Extran, na rua Lauro Müller. Cada botton será trocado por R$ 5,00 em horas. Já as cartelas pelo valor de horas existentes.