Araildo Liberato, o PG (PDT), comerciante, 44 anos, tem uma certa experiência na política. Ex-prefeito de Capivari de Baixo, PG atendeu uma pedido do partido e disputa uma cadeira na Assembleia Legislativa. Natural de Capivari, é casado, tem quatro filhos, e lidera comércios na cidade quem vem de geração para geração. Tem intimidade com o comércio desde a infância e gerencia na cidade uma casa lotérica e uma lanchonete que leva o seu apelido. PG foi vice-prefeito de 2005 a 2008, ao lado de Moacir Rabello (PP). No mesmo ao em que terminou o mandato, candidatou-se a prefeito e obteve 3.326 votos. A vontade de participar da vida política surgiu depois dos inúmeros pedidos dos amigos. “Passei a me interessar pelo assunto e a enxergar Capivari com outros olhos. Quis passar à minha cidade que estou à disposição o tempo todo, tirando essa imagem de político que só aparece em época de eleição”, desabafa. PG agora briga por um espaço maior na região e tem como principal proposta a descentralização da saúde.

Carolina Carradore
Tubarão

Notisul – Como candidato da região, qual a bandeira que você irá levantar na campanha?
PG –
Minha maior luta será pela descentralização da saúde. Minha proposta é criar um hospital base em cada micro-região, oferecendo assim, mais condições de atendimento à população. A ideia é realizar projetos de lei que deixem o cidadão na região. É inadmissível um paciente encarar uma viagem para Florianópolis, por exemplo, para ter um tratamento de saúde. É claro que não podemos deixar de citar também a conclusão do aeroporto regional sul, o término das obras de duplicação da BR-101, a ponte que liga Capivari de Baixo a Tubarão, são bandeiras de luta importantes para o crescimento da nossa região. O sul ta esquecido. Prova disso, são notícias que lemos no jornal como, por exemplo, a paralisação das obras de duplicação da 101, entre Capivari de Baixo e Laguna. Vamos lutar que cada vez mais rápido saia a duplicação da rodovia. Outra proposta é trazer mais curso técnico para cá. Tanto que o partido traz junto com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), cursos para Tubarão e região com o intuito de qualificar o trabalhador. Essa é nossa bandeira luta junto com o partido: dar oportunidade de emprego e geração de renda às famílias.

Notisul – Para você, qual o papel exato do deputado da região?
PG –
O papel do deputado é legislar e lutar pelo desenvolvimento não só de Santa Catarina, mas também para a região em que representa e ir em busca de projetos que fortaleçam o estado. Por isso que hoje Tubarão e as cidades vizinhas estão esquecidas, simplesmente por falta de representação. Precisamos de mais representantes e temos condições de eleger mais deputados. Às vezes, votamos para candidatos de fora e deixamos de lado políticos da nossa região. Na última eleição, elegemos dois deputados, mas poderíamos ter tido mais representantes.

Notisul – Na sua opinião, quais as áreas que precisam de mais investimentos na região?
PG –
Saúde, segurança, habitação, são as áreas de maior prioridade. A segurança pública precisa de uma grande atenção. Hoje, estamos à mercê das drogas e uma das principais alternativas é damos condições de tratamento aos dependentes químicos. É claro que a nossa região precisa de mais investimentos na educação e na saúde.

Notisul – Como você avalia a atuação dos deputados que representaram a região até então?
PG –
Acho que todos fizeram o seu papel, mas faltou mais representantes. Nossa região pode eleger pelo menos cinco deputados na Assembleia Legislativa. E quanto mais representantes, mais condições de desenvolvimento teremos no sul.

Notisul- Como você está formando sua base eleitoral?
PG –
Estou procurando fortalecer nossa campanha dentro de Capivari de Baixo e em outras cidades da região, fazendo visitas de casa em casa, uma campanha franciscana, do coração. Também mantenho contatos com representantes do PDT de outra cidades pra formar uma melhor estrutura e através disso, realizar uma boa votação na Amurel.

Notisul – Você pretende investir em dobradinha?
PG –
Estamos apoiando o candidato a deputado federal Edson Firmino (PDT) para que possamos fazer um bom trabalho e ter sucesso no pleito.

Notisul – Quanto você irá gastar na campanha?
PG –
Vamos fazer uma campanha franciscana, não temos condições de fazer um investimento alto e trabalhar dentro das condições que temos hoje. Vamos fazer uma campanha dentro da realidade e garantir os votos do coração. Acho que as pessoas que gostam da gente, confiam no nosso trabalho, vamos nos apoiar. Nossos votos vão ser aqueles do coração e não o voto do dinheiro. Também vamos explorar a internet, uma tecnologia mais gratuita que amplia a propaganda eleitoral e entra em vários lares. Aproveito a oportunidade para pedir o apoio dos amigos, para quem confia no trabalhado de PG. Através da multiplicação dos votos é que teremos o sucesso da eleição.

As entrevistas realizadas pelo Notisul com os candidatos com domicílio eleitoral na região serão em ordem alfabética.

Já entrevistados
Ada De Luca (15015) – PMDB – Laguna; Alexandre Moraes (15650) – PMDB – Tubarão; André Igreja (12123) – PDT – Imbituba; Arlei da Silva (23730) – PPS – Capivari de Baixo; Araildo Domingos Liberato (PG) (12312) – PDT – Capivari de Baixo.