O jovem Lucas Esmeraldino nasceu no dia 19 de fevereiro de 1983, no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. É filho de Vânio Esmeraldino e Maria Lígia de Souza Esmeraldino. Até os 7 anos, estudou no Jardim Santo Afonso, no bairro Humaitá e, logo depois, transferiu-se para a Escola Estadual João Teixeira Nunes, no bairro Morrotes, onde concluiu todo seu ensino fundamental.
Nessa época, Lucas já ajudava o seu pai em um pequeno mercado e também vendia picolé de carrinho. Como a maioria dos meninos, sempre gostou de jogar futebol com os amigos nas redondezas do bairro. Também cresceu acompanhando a sua família nas reuniões da igreja.
No ensino médio, Lucas estudou no Colégio Henrique Fontes, participou da Comissão Municipal de Futebol de Salão. Durante as horas vagas, ajudava o seu pai na Lanchonete “Vanio Lanches”. E foi na época do terceirão que Lucas descobriu a sua grande vocação, a odontologia, quando foi o aprovado no vestibular, iniciou o curso superior na Unisul.
Durante cinco anos, Lucas se dedicou aos estudos na área, foi dentista voluntário no Batalhão do Exército em Tubarão, e participou de jornadas acadêmicas. Foi nessa época que conheceu a sua esposa, Aline Esmeraldino. Em 2008, Lucas realizou o primeiro de seus muitos sonhos. Formou-se em odontologia. Empreendedor e buscando conquistar espaço no mercado de trabalho, abriu o próprio consultório na cidade, a Flex Dent. Há quatro anos, Lucas percebeu que deveria fazer algo pelas crianças e adolescentes da Cidade Azul. O resultado foi um projeto: criou a Associação Recreativa Esportiva Morrotes/Dehon (Arem), que possui campo de futebol, aulas de música, informática, espaço cultural, entre outros. 
A partir daí, Lucas começou a receber convites para participar de atividades na comunidade e da política local. Com o apoio e a confiança da sociedade e dos futuros eleitores, Lucas Esmeraldino abraçou a causa e filiou-se ao PSDB, para lutar pelas causas sociais dentro da Câmara dos Vereadores.
 
 
Maycon Vianna
Tubarão
 
 
Quando você decidiu que era o momento de ingressar na política?
Lucas Esmeraldino – Sempre tive vontade, admirei os trabalhos de líderes comunitários e ficava fascinado com a ajuda e serviço que eles prestavam às pessoas. Foi por esse motivo que comecei a me envolver com organizações em projetos escolares, ações sociais, serviços em comunidade, entre outros. Percebi aí a minha vocação para a política. Naturalmente, as pessoas me convidavam e me impulsionavam para participar da vida pública, pois viam um jovem com vontade e determinação e com potencial para representá-las. O primeiro passo foi buscar o apoio da minha mulher e dos meus pais. Em 2011, a convite dos representantes do PSDB, decidi me filiar e me candidatar em Tubarão, onde hoje atuo como vereador.
 
Notisul – De que forma você lida com a função de parlamentar e dentista?
Lucas – Sou um profissional da área de odontologia. Amo exercer esta profissão. Desta forma, conciliar com meu trabalho de vereador tem exigido muito tempo e dedicação. Além de todos estes compromissos, não posso esquecer de que sou pai e esposo e preciso ter um tempo para a minha família.
 
Notisul – Detalhe as suas principais ações apresentadas até hoje no legislativo de Tubarão.
Lucas – Nossas ações dentro do legislativo são caracterizadas, principalmente na legislação e na fiscalização dos serviços prestados pelos integrantes da prefeitura. Entre estas ações destacamos algumas: instauração de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), para apurar irregularidades sobre a criação e distribuição da revista “Gestão Cidadã”. Pedido de resposta sobre os motivos da descentralização das estruturas físicas dos serviços da fundação municipal de saúde. Solicitação de resposta sobre a falta de medicamentos nos postos e farmácias do município. Solicitação de melhorias nas estruturas físicas das escolas e Centros de Educação Infantil da Cidade Azul. Pedido de reforma das pontes pênseis dos bairros Guarda margem esquerda, Km 60, e da ponte em frente à Unisul. Solicitações também de melhorias na mobilidade urbana como: construção de lombadas, pavimentações de vias, abertura de novas vias que possam auxiliar no desafogamento do trânsito. Entre as ações de captação de recursos destacam-se: em conjunto com demais vereadores, foi aprovado uma emenda para construção da ponte, que liga os bairros Guarda margem esquerda e Guarda margem direita. Por meio de uma parceria com o deputado estadual Ismael dos Santos (PSD), conseguimos uma emenda parlamentar de R$ 100 mil para a pavimentação de vias do município. Em conjunto com a bancada do PSDB, buscamos recursos de R$ 100 mil junto ao deputado federal Marco Tebaldi (PSDB), para investimentos na área da saúde. Entre os projetos de lei e de indicações ao executivo. Apresentamos um projeto de indicação ao denominado “Mais Médicos na Saúde Pública em Tubarão”, que dispõe sobre o programa especial de bolsas de estudo por meio de crédito educativo. O aluno beneficiado pelo financiamento do crédito educativo deverá, conforme termo e contratos devidamente assinados, prestar serviços aos tubaronenses após a conclusão do curso. O profissional receberá o devido pagamento pelos serviços prestados, de acordo com o piso profissional. Devendo prestar serviços ao município pelo prazo mínimo de seis anos, ou seja, período em que foi beneficiado pelo financiamento do crédito educativo. A indicação do projeto de lei tem a intenção de buscar meios para atender ao pedido da população que clama por mais atendimentos médicos e sofre nas madrugadas em filas de posto de saúde, muitas vezes, nem são atendidas, pois a demanda de pessoas é maior que a quantidade de atendimentos. Projeto de emenda à Lei Orgânica Municipal, que fica garantida aos legisladores o direito irrestrito de acesso a todas as repartições públicas, dentro do horário de funcionamento e sem prejuízo de suas atividades, com o objetivo de cumprir o papel de fiscalizar a função.
 
Notisul – Você tem encontrado alguma dificuldade para colocar em prática os projetos?
Lucas – A Câmara de Vereadores é um espaço democrático e sempre é importante chegar a um acordo nas nossas opiniões. E não é diferente no meu dia a dia como vereador. Temos ótimos legisladores de todos os partidos e procuro lutar pela maioria e pelo bem da população. Sei que nunca agradaremos a todos, pois cada um tem as suas convicções e ideias. Nosso trabalho é fiscalizar, fazer projetos e defender ideias que beneficiem a maioria e que tenham um fim mais relevante para a sociedade. Porém, tenho encontrado algumas dificuldades e barreiras, mas é natural, vivemos em um regime democrático. O que não podemos deixar de fazer é lutar para que os nossos projetos e anseios ocorram, mesmo em meio às adversidades.
 
Notisul – Como é a sua relação com os representantes da prefeitura. Há diálogo?
Lucas – Considero a minha relação com os representantes da prefeitura de Tubarão boa. Agora, dizer que está tudo perfeito seria uma utopia da minha parte, uma vez que sou oposição e, como vereador, tenho que fiscalizar e apontar o que precisa ser corrigido e melhorado. Às vezes, o trabalho como legislador é visto como perseguição política, mas, na verdade, somente exercemos o papel fiscalizador e o trabalho para o qual fomos eleitos.
 
Notisul – Em sua opinião, ainda falta algum tipo de ação por parte dos secretários municipais, é possível exemplificar quais?
Lucas – A prefeitura de Tubarão tem bons secretários e possui aqueles que encontram dificuldades em realizar um bom trabalho, da minha parte sempre estarei contribuindo, somos profissionais e cada um com as suas responsabilidades deve defender aquilo que acredita.
 
Notisul – Como está o andamento da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara de Vereadores de Tubarão, sobre o caso da revista da prefeitura?
Lucas – O andamento da CEI está em período de tramitação legal, dentro do prazo estabelecido, que é de 30 dias. Após este tempo, apresentaremos, junto aos órgãos competentes, um relatório dos fatos apurados pela comissão. A CEI deve apurar possíveis irregularidades praticadas pelo governo do prefeito Olavio Falchetti (PT), relacionadas a uma revista informativa, e teve a sua primeira reunião no último dia 31. Também compõem a comissão o vereador Edson Firmino (PMDB), que atua como relator, e os vereadores Clodoaldo de Medeiros (PT), Gilson Paes Vieira e Júlio César Ângelo Rodrigues (PP).
 
Notisul – Nos governos municipais que antecederam o prefeito Olavio Falchetti, a utilização de revistas para divulgar as obras e ações da prefeitura também não era feita na época?
Lucas – Não me lembro de ter recebido em casa via Correios alguma revista. Porém, é bom ressaltar que é muito importante divulgar as ações e informar a população sobre o que ocorre na cidade, mas de uma forma legal e ética, respeitando os princípios constitucionais. Não se pode lançar uma revista personalizando as ações. As ações são de governo, são institucionais e não pessoais, como foram tratadas na revista em questão. Houve uma agressão à lei e, como representante da população e fiscal do trabalho da prefeitura, não poderia me omitir sobre o assunto, principalmente depois que tomei conhecimento. Sou transparente com os meus eleitores e com os cidadãos da minha cidade!
 
Notisul – Quais são as suas pretensões políticas para os próximos pleitos?
Lucas – Antes de ser vereador, sou cidadão tubaronense, estamos há um ano e quatro meses à frente da vida pública e, como fui eleito para representar a Cidade Azul, pretendo exercer o meu papel de fiscalizador e legislador em prol da população enquanto ocupar este cargo, pois carrego comigo grandes expectativas e responsabilidades. Possuo compromissos e sou fiel com o meu partido (PSDB), que atualmente se encontra em um processo de renovação, portanto, não fugirei do que me for proposto, e se for para o bem de todos, estarei à disposição do povo. Acredito que as coisas têm que ser com o tempo, passo a passo. Todos nós temos sonhos e projeções, no entanto, hoje, a minha responsabilidade é lutar pela cidade de Tubarão, honrando os meus 2.346 votos que me tornaram vereador e representante do povo.
 
Lucas por Lucas

Deus – Acima de tudo!
Família – Em primeiro lugar
Trabalho – Motivação
Passado – Experiência
Presente – Vivo intensamente
Futuro – A Deus pertence!
 
 
"A prefeitura tem bons secretários, mas alguns apresentam dificuldades de realizar um bom trabalho”.
 
"Quero seguir com foco na construção de uma sociedade mais humana, ética e próspera”.