Wagner Goulart de Oliveira é ancião da congregação oeste de Tubarão. Ele afirma que o único cabeça de todas as congregações é Jesus Cristo, seu trabalho é apenas para garantir que as coisas ocorram da melhor maneira possível. Ele tem o papel de instruir as pessoas, fazer o trabalho de casa em casa, cuidar dos serviços mecânicos do salão me que reúne sua congregação. Além dele, outros três anciãos de seu salão também resolvem as mesmas questões e tomam decisões juntos para repassar ao restante dos grupo.  
 
 
Lily Farias
Tubarão
 
Notisul – Como iniciou a religião?
Wagner – Tudo começou na Pensilvania,   estado norte-americano, em 1870, com alguns estudantes da Bíblia. Mas foi somente em 1930 que o nome Testemunha de Jeová foi instituído. Depois disso, a religião começou a espalhar por outras regiões do mundo. Existem 96 sedes das Testemunhas de Jeová em 239 países, 111.719 congregações. Somos 7.782.436  de membros. No Brasil, a religião chegou por volta de 1920, após relatos de marinheiros que estavam nos Estados Unidos a trabalho, quando viram uma vitrine intitulada “A carta das épocas”, onde no local um pequeno grupo se reunia para estudar a Bíblia. Só não entraram porque estava fechado na hora, mas tinham interesse em estudar. Quando retornaram  ao Brasil, começaram os estudos. Hoje, há 756.455 membros brasileiros em 11.729 congregações.
  
Notisul – E em Tubarão?
Wagner – Começou com a família Rocha, em 1957. Ainda tem um membro da família vivo, Geraldo, está conosco até hoje. A primeira reunião ocorreu na rua Princesa Isabel, em Oficinas, na casa de América Correa Rocha. Hoje, temos nove igrejas, cada uma com suas congregações. Duas são especiais para quem tem necessidade da língua de sinais (Vila Moema), e o idioma espanhol (Humaitá). Somos os únicos na região a oferecer este diferencial. O trabalho que fazemos de casa em casa também é para apresentar este trabalho diferenciado, que é feito por voluntários que ficam nas pessoas que sentem estas necessidades. Temos igrejas em Armazém, Gravatal, Orleans, São Ludgero, Laguna, Imbituba, Garopaba, entre tantas outras na região. Nas cidades onde não há locais para as congregações se reunirem, nossos voluntários vão de casa em casa apresentar os ensinamentos de Jesus Cristo, como em São Martinho e Rio Fortuna. Procuramos sempre seguir a ordem que Jesus deixou de ir e fazer discípulos. Dessa forma, visitamos as pessoas e mostramos as mensagens da Bíblia, e procuramos fazer isso regularmente, para atingir o maior número de pessoas.
 
Notisul – E como é a receptividade das pessoas? 
Wagner – Dificilmente, encontramos pessoas que não desejam dar atenção. Mesmo educadamente, dizem que têm sua crença, e respeitamos isso. Nosso objetivo é mostrar que Deus deseja que façamos algo para agradar ele. Vamos de casa em casa. Não importa a cor, nem a religião. A Bíblia diz que Deus é imparcial e temos que agir da mesma forma com as pessoas. E a cada dia aumenta mais o número de membros.  
 
Notisul – Qual o papel da igreja para a sociedade?
Wagner – Algo que valorizamos muito é a união familiar, bons tratos com as pessoas da localidade, com quem convivemos, sempre fazer o queremos que alguém faça para nós, incentivar as pessoas a serem bondosas, maridos respeitosos com as esposas, e vice-versa, filhos que respeitam a autoridade dos pais. Acredito que tudo isso contribui para as famílias serem bem sucedidas, pessoas educadas para  conviver em sociedade.
 
Notisul – Quando se fala em religião, o casamento está acima de quase tudo. E nos dias de hoje, é difícil manter a instituição?
Wagner – Quando se segue os princípios da Bíblia a respeito do casamento, a pessoa consegue ter uma vida familiar feliz. A Bíblia é um manual de instrução. Quando colocarmos em prática os conselhos da Bíblia, teremos famílias felizes e casamentos bem sucedidos. Quanto ao papel da mulher diante do relacionamento, encaramos da forma como é desde quando Deus criou Adão e Eva. Ele a colocou no papel de ajudadora, e no lar é igual. Existe uma discussão sobre a esposa ser rebaixada, mas isso não é verdade, tratamos todos igual, sem imparcialidade. Não existe diferença. A mulher é alguém que contribui para o bem-estar da família, assim como marido. No casamento, ambos não conseguem viver sem a ajuda do outro. Isso que existe entre as famílias de Testemunha de Jeová. 
 
Notisul – Existe vida após a morte? 
Wagner – Quando morremos, ficamos em estado pleno de inconsciência, num sono profundo para aguardar a ressurreição. Quem criou nosso corpo tem condição em criá-lo novamente e fazer como era, só que a Bíblia não nos dá pormenores de que forma será, apenas descreve que alguns serão ressuscitados para viver na Terra e outros para viver no céu à espera do julgamento final. A Bíblia fala de um dia de julgamento e também que o salário pago pelo pecado é a morte. Não teria lógica a pessoa ser ressuscitada para ser julgada pelos seus atos passados. Se morri, paguei meus pecados.  O julgamento não é um dia literal de 24 horas, e sim um longo período onde as pessoas serão julgadas pelas atitudes. Este período que a Bíblia menciona é de mil anos. Se a pessoa teve a chance de voltar a viver, pode ser que repense na sua atitude. Todos serão ressuscitados, alguns para ajudar os necessitados, outros para o julgamento final. 
 
Notisul – E isso não é injusto, vindo de Deus, que é pai, que nunca quer o mal de um filho?
Wagner – O julgamento, na verdade, não indica que alguém será penalizado. Seria injusto se julgasse as pessoas com base nos atos passados por algo que Deus já havia perdoado e que a pessoa cometeu na ignorância. Dali para frente, vai ter oportunidade de mostrar que deseja os requisitos divinos ou não.
 
Notisul – Qual o conceito de céu e inferno?
Wagner – O céu é a morada de Deus. A questão de inferno, faço um questionamento, não seria injusto Deus julgar as pessoas, um Deus de amor, queimar a pessoas eternamente no fogo estando essa pessoa consciente? Em momento algum, ele age dessa forma. A crença do inferno do fogo parece algo muito distante de um Deus retratado pela Bíblia. 
 
Notisul – O livro base de vocês  é a Bíblia?
Wagner – Levamos ao pé da letra a tradução de novo mundo das escrituras sagradas. Tradução própria da Testemunha de Jeová.  Outras traduções não têm nada de diferente, apenas mudam as palavras, o sentido é o mesmo. O nosso só é mais simples  de entendermos.
 
Notisul – A Bíblia não pode ter sofrido traduções que mudaram seu conteúdo?
Wagner – A história comprova que a Bíblia é autêntica. Fatos comprovados, analisados minuciosamente que ela adere de perto aos manuscritos originais.
 
Notisul – Quem é Deus e quem é Jesus Cristo?
Wagner – Jeová é o Pai, Jesus Cristo é o Filho de Jeová. São pessoas distintas. Eles existem, fazemos a comemoração da morte de Jesus para relembrarmos o sacrifício dele quando deu a vida em troca pela vida da humanidade. A Bíblia diz que Jeová é o nome pessoasl de Deus. Aparece em todas as escrituras, o nome é citado 6,8 mil vezes. 
 
Notisul – E quem não acredita em nada?
Wagner – As pessoas podem e devem acreditar no que quiserem, naquilo que lhe convém. Elas têm liberdade de escolha. Para isso, fomos criados com livre arbítrio e respeitamos as crenças de cada um.
 
Notisul – A busca por fiéis não representa uma mercantilização das religiões?
Wagner – O trabalho feito nas casas das pessoas segue a ordem dada por Jesus Cristo, fazer discípulos. Trabalhamos voluntariamente para ensinar as palavras da  Bíblia às pessoas. Não cobramos dízimo, nem fazemos coletas durante as reuniões. Todas as despesas são sanadas por meio de donativos, e o valor é o que a pessoa pode e quer doar. Há pessoas designadas nos locais que nos reunimos para cuidar do dinheiro. Todo final de reunião abrimos a caixa de doação e separamos um valor que será destinado à manutenção ou à nossa sede em São Paulo para fazer novas publicações de Bíblias, folhetos, revistas e materiais explicativos. Nada do que damos para as pessoas é cobrado. 
 
Notisul – Como a religião define temas polêmicos como aborto, pena de morte e eutanásia e homossexualismo? 
Wagner – O homem não tem direito de tirar a vida de ninguém. Sobre o aborto, a Bíblia tem orientações e leis que consideramos a vida bem no início do estágio, então, já é algo sagrado. A pena de morte e eutanásia influencia no conceito que temos sobre a vida se pararmos para pensar que o ser humano é falho. Já quanto à homossexualidade, não somos parciais em relação a isso. Tratamos todos de forma igual, não somos homofóbicos. Porém, a Bíblia tem diretrizes no que diz respeito à vida moral das pessoas, com relação ao sexo antes do casamento e quanto à escolha sexual de cada um. Se algum homossexual frequenta a nossa igreja, desconheço, mas todos são bem-vindos.  
 
Notisul – Sua mensagem final.
Wagner – A Bíblia diz que nos últimos dias haveria tempos críticos, difíceis de manejar. Os homens serão pretensiosos, sem afeição natural, caluniadores, sem amor, mais a mando dos prazeres que a mando Deus. Isso foi escrito há mais de dois mil anos. A Bíblia diz que há indícios de que Ele irá estabelecer seu reino e resolver os problemas que humanidade enfrenta. As boas novas do reino de Deus serão pregadas em toda a terra habitada.
 
Wagner por Wagner 
Deus – Jeová.
Família – Felicidade.
Trabalho – Necessário
Passado – Exemplo.
Presente – Pregação das Boas Novas.
Futuro – Vida eterna.
 
"As reuniões ocorrem no mundo inteiro e com o mesmo tema para todos”.
 
“Algo que valorizamos muito é a união familiar,  bons tratos com as pessoas da localidade”.
 
"O requisito para estar na igreja é seguir o que a Bíblia ensina. A ordem dada por Jesus Cristo de amar a Deus por todas as coisas, e amar a Deus envolve muitas coisas, fazemos o trabalho de casa em casa por amar a Ele e amar as pessoas. Desejamos que as pessoas compartilhem o mesmo princípio que temos a respeito das escrituras, compartilhem a felicidade que temos  de levar a mensagem da Bíblia às pessoas".