sexta, 22 de fevereiro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Direto da Terra - Marcio Fonseca de Carvalho

Alho: mais uma opção para o nosso produtor

Publicado em 10/11/2017 00h12

Bom-dia. A procura por alternativas de cultivo para os pequenos e médios produtores da nossa região sempre foi um dos grandes objetivos de pesquisa da Epagri. Além de dar opções ao produtor, permite que seja feita cada vez mais a rotação de culturas para que sejam preservados os fatores químicos e morfológicos dos solos. Nessa linha, uma grande notícia nos deixou muito contentes: a possibilidade de se cultivar alho em nossa região. Vamos falar um pouco sobre esse cultivo.

Santa Catarina é um grande produtor de alho. Porém, essa produção fica concentrada nas regiões de média e alta altitude, especialmente por um fator: o frio. Para entender: para que a muda de alho forme um bulbo, a semente precisa passar por um período de baixas temperaturas. Caso contrário, a planta irá gerar apenas folhas e flores, nada de dentes de alho. O inverno aqui em nossa região litorânea não é frio o bastante para que isso ocorra. O que fazer então? Aí entram as pesquisas da Epagri.

Os pesquisadores da Epagri pegaram dois lotes de sementes de alho e deixaram numa câmara fria por 45 e 50 dias, a uma temperatura de 2 a 5o graus. Depois plantaram essas sementes em um campo e esperaram os resultados. E estes foram satisfatórios: fazendo esse procedimento com as sementes (chamado de vernalização), as plantas formaram bulbos, como se tivessem sido plantadas em regiões frias. Estes testes serão repetidos para que se obtenham melhores resultados e se pesquisem novos períodos de vernalização.

A importância de uma cultura como o alho para nós é grande, pois é uma cultura dita de inverno, sendo seu plantio feito em junho e a colheita em novembro. Essa é uma época em que, geralmente, as lavouras estão paradas ou estão com alguma gramínea, esperando a nova safra de fumo ou milho. Além disso, o alho é uma cultura de alto valor agregado (apesar de ter sofrido algumas quedas de preço, especialmente pela entrada de produtos estrangeiros), gerando mais renda a nossos agricultores.

Como é uma atividade pioneira, alguns ajustes ainda serão feitos pela pesquisa para que se tenha um modelo de produção ideal para nossa região, já que solo e clima são diferentes dos encontrados nas regiões do Meio-oeste e Planalto Norte. Feito isso, caberá aos extensionistas da Epagri a difusão dessas novas tecnologias. Parabéns aos envolvidos e esperamos mais notícias como essas. Abraços.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital