Saiu, na semana passada, em nosso portal: (www.notisul.com.br),
não sei se você está preparado para ver esta foto hoje. Um cachorrinho consolando seu amigo doente, em uma clínica veterinária. O cão generoso fazia carinho no outro, que estava deitado na maca recebendo, possivelmente, uma transfusão sanguínea. Ser irracional? Somos nós! Especialistas em animais garantem que quando dois cachorros aproximam seus focinhos dessa maneira, é um sinal de forte laço de amizade e companheirismo. A imagem foi viralizou, em meio a tanta tragédia a qual temos presenciado sinal que nem tudo está perdido!

Você sabe ler o rótulo dos alimentos industrializados?
Saiba que o rótulo de um alimento industrializado guarda muitas informações valiosas para a saúde dos consumidores. Informações básicas mudam toda rota de sua compra. E, não, o rótulo dos alimentos não é um bicho de sete cabeças, viu?  Patrícia Davidson, a nutricionista de Bruna Marquezine, ensina a ler o rotulo em seu feed.

Lista de ingredientes: ela informa todos os ingredientes que compõe o produto e deve sempre estar em ordem decrescente, ou seja, o primeiro item é o que tem em MAIOR quantidade dentro do produto e o último, em MENOR quantidade.

Origem: permite ao consumidor saber quem é o fabricante e o local de produção. Assim, podemos saber qual a procedência do alimento e entrar em contato com o fabricante caso seja necessário.
Prazo de validade: todo produto industrializado deve apresentar pelo menos o dia e o mês quando o prazo de validade for inferior a três meses – e apresentar o mês e o ano para produtos que tenham prazo de validade superior a três meses.

Conteúdo líquido: indica a quantidade total de produto contido na embalagem. O valor deve ser expresso em unidade de massa (quilo) ou volume (litro).

Lote: é um número que faz parte do controle na produção. Caso haja algum problema, o produto pode ser recolhido ou analisado pelo lote ao qual pertence.

Informação nutricional: é a tabela nutricional contida, geralmente, na parte de trás do produto.  Sua leitura é importante porque a partir das informações nutricionais você consegue identificar a quantidade de carboidrato, proteína, gorduras (totais, saturadas e trans), o teor de fibra alimentar e a quantidade de sódio em uma porção.

Diet ou light?
Produtos DIET:
são aqueles que apresentam em sua composição quantidades insignificantes ou são totalmente isentos de algum nutriente. São alimentos especialmente formulados para grupos da população que apresentam condições fisiológicas específicas. Por exemplo, uma geléia sem açúcar.

Produtos LIGHT: são aqueles que apresentam a quantidade de algum nutriente ou valor energético reduzida quando comparado a um alimento convencional. Por exemplo, iogurte com redução de 30% de gordura é considerado light.