Sou fã de duas máximas: “Por trás de um grande homem, existe uma grande mulher” e “por trás de uma grande mulher, existe ela mesma”. E o mundo está começando a concordar com isso. A desigualdade de gênero diminuiu na Câmara e nas Assembléias em 2019: entre os 513 deputados federais eleitos, o número de mulheres subiu de 51 para 77; já entre os 1.059 deputados estaduais, o salto foi de 119 para 161. Ainda que a diferença seja perturbadora estamos chegando lá. Pesando nisso, foi criada uma conta no Instagram (@agoraequesaoelas_) com edição e curadoria da escritora e roteirista Antonia Pellegrino. Com objetivo de fazer a cobertura de tudo o que acontece com as mulheres eleitas e que já estão em Brasília. Segue lá, porque #AgoraÉQueSãoElas!

Maju
A jornalista Maria Julia Coutinho, conhecida como Maju Coutinho, passará a integrar o time fixo de apresentadores do Jornal Nacional a partir deste sábado (16). Maju será a primeira mulher negra na história a ocupar a bancada do telejornal desde a sua primeira exibição, em 1969. Ela integrará a equipe que se alterna aos finais de semana. Trata-se de um fato histórico para o jornalismo brasileiro e um grande passo na questão de representatividade negra no país. A jornalista, que começou sua trajetória na emissora em 2007 como repórter de rua, ficou conhecida por sua forma arrojada de apresentar os boletins meteorológicos do programa. Ela também já havia sido apresentadora do Jornal Hoje e do SPTV e apresenta o Papo de Almoço, da Rádio Globo.