Na última segunda-feira dia 26 de outubro de 2020 a NASA anunciou água na lua. Ops,  moléculas de água na lua. Embora a descoberta afirme que a água se encontra na forma de moléculas e em pequenas quantidades, por si só já é de grande importância.

Mas afinal, porque tanta empolgação por parte da comunidade científica? Se esta água é mais escassa do que no deserto do Saara e também difícil de ser encontrada?

Acontece que a NASA está preparando as missões Ártemis 1 (não tripulada), e até 2024 a missão Ártemis 2. Esta última, deverá levar novamente astronautas Americanos incluindo a primeira mulher que pisará em solo lunar. Além de retornar à lua, também pretendem explorar o polo sul do nosso satélite artificial.

Além dos interesses comerciais e científicos, as missões Ártemis também tem um interesse muito especial.

 

Colonização Lunar

A NASA pretende criar uma colonização na lua. Além da pesquisa, esta base também poderá ser vir de um “entreposto” para a futura exploração do planeta vermelho por volta de 2030. Ou seja, uma parada obrigatória entre a Terra e Marte.

A água que foi descoberta na forma de molécula, é essencial para essas missões. Além de abastecer os astronautas e os “futuros residentes lunares”, também poderá ser quebrada em moléculas de O2 (oxigênio) e H (hidrogênio). O oxigênio é necessário para a respiração, e o hidrogênio pode ser utilizado como combustível de foguetes.

 

Ártemis

Ártemis, deusa da caça e da lua na mitologia grega, é a irmã gêmea de Apolo deus do sol e da luz. Apolo foi escolhido para homenagear as primeira missões lunares. Agora é a vez de sua irmã Ártemis.

 

Água na lua e a vida das pessoas

Com tantas incertezas no planeta que vivemos, é inevitável muitos se questionarem porque investir bilhões em missões interplanetárias?

Em um primeiro momento pode parecer simples desperdício de dinheiro. Mas na verdade, muitas das tecnologias que foram desenvolvidas há décadas para as primeiras viagens especiais hoje fazem parte da nossa vida.

Assim, se o homem vai ou não colonizar a lua e Marte, são meros detalhes. O fato é que para chegar lá será necessário aprimorar tecnologias atuais e desenvolver novas. E essas sim, serão o “prêmio” para a humanidade terráquea.

E você já se imaginou mudando para a Lua ou para Marte? O que pensa sobre essas missões?

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul