Olá, Leitor Notisul! Tudo bem?

O uso da palavra que na Língua portuguesa é bastante comum, apresentando diferentes significados e em contextos diversos, os quais serão expostos, a seguir.

Boa leitura e aprendizado! 

 

1. Advérbio: altera um advérbio ou adjetivo. Equivale a quão. Ao funcionar como advérbio, a palavra que exerce a função sintática de adjunto adverbial de intensidade.

Ex.: Que belas pinturas!

Ex.: Que forte!

 2. Interjeição: manifesta surpresa, admiração, espanto, sendo acentuado e seguido de ponto de exclamação. 

Ex.: Quê! Não fizeram ainda os relatórios?

Ex.: O quê! Quem perdeu a entrevista?

3. Preposição: liga dois verbos de uma locução verbal cujo auxiliar é o verbo ter. Equivale ou tem a função de. 

Tenho que terminar os cálculos.

Ela tem que ofertar mais oportunidades.

4. Pronome: constitui-se em:

a) Pronome adjetivo: determina um substantivo, exercendo a função sintática de adjunto adnominal.

Ex.: Que papel foi enviado?

 

b) Pronome relativo: retoma um termo da frase anterior, projetando-o na seguinte. Equivale a o qual e flexões.

Ex.: Não localizamos as pastas que foram organizadas.

c) Pronome indefinido: funciona como pronomes substantivo ou adjetivo:

(i) Substantivo: equivale a que coisa. A palavra que exerce as funções do substantivo (sujeito, objeto direto, objeto indireto, por exemplo).

Ex.: Que aconteceu com a empresa?

5. Partícula expletiva ou de realce: pode ser removida da frase, sem causar alteração ou prejuízo algum para o sentido. Não exerce função sintática, e sim, apenas para dar realce. Como partícula expletiva, aparece também na expressão é que.

Ex.: Quase que não permito participar da reunião.

Ex.: Ele é que impôs as regras.

    

6. Conjunção: relaciona duas orações entre si. Não exerce função sintática. Pode relacionar tanto orações coordenadas quanto subordinadas, por isso, classifica-se como conjunção coordenativa ou conjunção subordinativa, recebendo o nome da oração que introduz. 

Ex.: Não compre agora… Tem ofertas imperdíveis neste final de semana!

Ex.: Venha logo, que todos já chegaram. (conjunção coordenativa explicativa)

Ex.: Tossiu tanto que se engasgou. (conjunção subordinativa consecutiva)

Fiquem com Deus e até a próxima coluna!

Dúvidas? Entre em contato! WhatsApp: (48) 99625-6303