Olá, Leitor Notisul! Tudo bem?

Há, pelo menos, um mês, estamos vivenciando um momento bastante delicado, a nível mundial, por conta da pandemia do ‘Covid-19’. Com isto, para que saibamos de tudo o que acontece, recorremos aos diferentes meios de comunicação, sejam pela Internet e suas redes sociais, bem como pelos canais televisivos, por exemplo.

Aqui, reside a ideia central que quero compartilhar com todos: a importância de saber filtrar e refletir acerca de toda leitura feita, mas, antes disso, saber o que ler também.
Por que esta preocupação? Pois bem, os avanços tecnológicos permitiram um acesso bastante facilitado por um número grande de pessoas, o que, especialmente, quer dizer, muitos conseguem escrever e repassar dados e informações a toda hora e para o mundo inteiro. Porém, diante disto, vem a pergunta? Será que realmente tudo o que está disponível para leitura tem ajudado a ter bons pensamentos, uma visão crítica e tomada de decisão adequados?

 

Eis aqui as minhas sugestões:

– Fazer uma leitura desconfiada. O que quer dizer isto? Buscar outras leituras que expliquem, neguem ou confirmem o que está posto.

– Saber a fonte do que se lê. Muitas vezes, as pessoas divulgam informações falsas, ou sem saber, ou para causar burburinhos, polêmicas. Buscar a veracidade do que está escrito já se torna uma leitura reflexiva.

– Filtrar as informações. É saber reconhecer o que realmente se torna útil para a minha vida pessoal e profissional. Um leitor crítico nem perde tempo com notícias sensacionalistas ou de cunho depressivo. Claro! Temos que ter noção da realidade. Contudo, diante de um problema, por exemplo, há que se ter em mente: o que posso fazer para ajudar? Daí sim, tomar atitudes conscientes visando seu próprio bem-estar e das pessoas como um todo.

Fique com Deus e até a próxima coluna!