Olá, leitor Notisul! Tudo bem?

O uso correto do emprego das Classes de Palavras é considerado dificultoso e bastante comum entre alunos, candidatos a concurso público ou processo seletivo e profissionais que fazem uso da escrita constante no ambiente de trabalho. Por isso, na coluna desta semana, apresento a necessidade de se conhecer as Classes de Palavras.

Conceito
As Classes Gramaticas ou Classes de Palavras são organizadas em dez categorias e divididas em variáveis (aquelas que variam em gênero, número ou grau):  Substantivos, Artigos, Pronomes, Adjetivos, Verbos e Numerais, e invariáveis (as que não variam): Advérbios, Preposições, Conjunções e Interjeições.

1.Substantivos
Os substantivos designam seres, objetos ou sentimentos. Flexionam-se em género, número e grau. Dividem-se em:
• Concreto: designa tudo o que é físico. Ex.: lápis, jornal.
• Comum: indica qualquer um dos seres de uma espécie. Ex.: livro.
• Próprio: individualiza um ser. Ex.: Brasil.
• Coletivo: designa um conjunto de seres ou objetos da mesma espécie. Ex.: matilha.
• Abstrato: designa sentimentos, estados, ações, qualidades ou conceitos, seres não físicos/palpáveis. Ex.: amor.

2. Artigos
São palavras que determinam o substantivo em gênero e número. Dividem-se em:
• Definidos: definem o nome (o/a, os/as).
•Indefinidos: não definem o nome (um/uma, uns/umas).

3.Pronomes
Os pronomes substituem os substantivos para evitar repetições. Dividem-se em:
• Pessoais: indicam quem fala, com quem se fala ou de quem se fala (eu, tu, ele/ela, nós, vós, eles/elas).
• Possessivos: exprimem a posse do ser/objeto:
– Um possuidor: (meu/minha, teu/tua, seu/sua – os mesmos no plural).    
– Vários possuidores: (nosso, vosso, seu – os mesmos no feminino e no plural).
• Demonstrativos: demonstram o estado ou posição do ser/objeto (este, esse, aquele, o mesmo, o outro, o tal – os mesmos no feminino e no plural).
• Indefinidos: referem-se ao ser/objeto de modo vago (Variáveis: algum, nenhum, todo, muito, pouco, tanto, outro, certo, qualquer – os mesmos no feminino e no plural; Invariáveis: alguém, algo, ninguém, tudo, outrem, cada, nada).
• Interrogativos: questionam o ser/objeto (Variáveis: qual/quais, quanto/quantos; Invariável: que, o quê, quem, onde).
• Relativos: fazem referência, ao ser/objeto (Variáveis: o qual, cujo, quanto – os mesmos no feminino e no plural; Invariáveis: que, quem, onde).

4.Adjetivos
São palavras variáveis que caracterizam o nome/substantivo, atribuem-lhe características, qualidades ou propriedades. Dividem-se em:
• Gênero: podem ser biformes, quando têm duas formas: masculina e feminina, e uniformes, quando têm apenas uma forma.
• Número: podem ser biformes, quando têm duas formas: masculina e feminina, e uniformes, quando têm apenas uma forma.
• Grau:
– Normal: o adjetivo caracteriza o nome. (ex.: A Amélia é feliz.)
– Comparativo: estabelece-se a comparação entre dois nomes.
– Comparativo de Superioridade (ex.: A Amélia é mais feliz que o Jonas.)
– Comparativo de Igualdade (ex.: O Jonas é tão feliz quanto a Samara.)
– Comparativo de Inferioridade (ex.: A Samara é menos feliz que o Henrique.)
Superlativo Absoluto: a característica atribuída pelo adjetivo é intensificada.
– Superlativo Absoluto Analítico (ex.: O Cláudio é muito feliz.)
– Superlativo Absoluto Sintético (ex.: A Diandra é felicíssima.)
Superlativo Relativo: a característica destaca o sujeito.
– Superlativo Relativo de Superioridade (ex.:  A Diandra é a mais feliz.)
– Superlativo Relativo de Inferioridade (ex.: A Samara é a menos feliz.).
 Observação: alguns adjetivos têm graus Superlativos Absolutos Sintéticos irregulares. (ex.: nobre – nobilíssimo). Os adjetivos “bom”, “mau”, “grande” e “pequeno” são casos especiais de comparativos e superlativos (ótimo, péssimo, boníssimo, malíssimo, dentre outros).

Até a próxima semana e fique com Deus!
Dúvidas? Entre em contato!
E-mail: orientacaoac@gmail.com ou WhatsApp: (48) 99625-6303.