Cedup - Foto: Divulgação/Notisul
Cedup - Foto: Divulgação/Notisul

Em poucos dias, a empresa responsável pelas obras complementares do Centro de Educação Profissional José Buss  (Cedup) de Rio Fortuna deve se instalar no município e dar início aos trabalhos de conclusão do prédio. Na última segunda-feira os representantes da EngeTec Construções fizeram o reconhecimento do local e concluíram pela necessidade de fazer um grande levantamento do que mudou no local, pois a licitação foi realizada há mais de um ano. Será produzida uma listagem do que foi furtado, da limpeza e dos reparos que precisam ser executados antes de a obra iniciar. A empresa vencedora da licitação realizará serviços de pintura, fiação elétrica e acabamentos finais, com investimento de R$ 534 mil.

Vandalismo
O que chama a atenção, no entanto, é o ato de vandalismo que deixou o Cedup em péssimas condições. Portas e janelas quebradas, alumínio e fiação elétrica furtados, e até as caixas de passagem elétrica foram alvos dos vândalos. Provocaram uma verdadeira ruína neste patrimônio público que já soma alguns milhões de investimento. Quem ataca esses bens públicos ataca o próprio bolso, pois se sabe que o recurso investido em obras públicas vem dos impostos e taxas pagas ao governo. Além disso, proporciona um grande atraso, pois, em vez de a empresa apenas realizar o serviço contratado através da licitação para concluir a obra, terá que resolver primeiramente os problemas causados pelos vândalos. Isso significa que mais dinheiro e tempo terão que ser investidos. Lamentável!

Cobranças
A pavimentação da rodovia SC-435, entre São Martinho e São Bonifácio, e da SC-108, que compreende o trecho entre Santa Rosa de Lima e Anitápolis, foi tema de audiências públicas nos últimos dias. Lideranças de região do Vale marcaram presença, destacando a necessidade de cobrar do governo do Estado ações mais concretas para a realização das obras.  A SC que liga São Martinho a São Bonifácio tem extensão de 43 quilômetros, e o pedido da comissão pró-asfaltamento é que seja incluído no projeto o trecho entre Rio Fortuna e Rio Gabiroba. Analisou-se também necessidade de fazer um pré-levantamento de possíveis indenizações às famílias que residem às margens da rodovia, bem como o Relatório de Impacto Ambiental (Rima). Se essas etapas forem realizadas com antecedência, irão favorecer a desburocratização para a execução da obra.
Já a situação da SC-108, que tem uma extensão de 26 quilômetros a ser pavimentada, é crítica. Na audiência pública os deputados estaduais presentes apresentaram como sugestão o envolvimento da bancada estadual e das demais lideranças no sentido de incluir a obra nos próximos projetos de financiamento internacional do governo, porque o projeto técnico já existe, com custo de execução de R$ 70 milhões. Que as lideranças continuem unindo esforços para que estes sonhos de toda a região se concretizem. São obras fundamentais para alavancar o desenvolvimento do sul do Estado, favorecendo o turismo rural, além de ser uma saída viável para o escoamento do grande fluxo de veículos da BR-101 e BR-282.

E mais

Festa do Produto Colonial
Está de parabéns a organização da Festa do Produto Colonial, em São Martinho. Três dias de evento com uma programação variada para todas as pessoas. O grupo da Terceira Idade, de Rio Fortuna, participou do baile da Melhor Idade no sábado, e uma comitiva representou o município no tradicional desfile que movimentou o domingo de festa. Vale ressaltar a importância da participação em mais uma festa promovida com o objetivo de preservar e cultivar a tradição alemã. São atos que valorizam e divulgam o município. Nota 10!

Enjocri
Cerca de 70 jovens participaram da Jornada Diocesana da Juventude no último domingo em Sangão. Durante o evento, o grupo São Francisco Xavier, do Pinheiral, apresentou uma peça sobre o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O Enjocri reuniu cerca de dois mil jovens de todas as paróquias da diocese.

Busca de recursos
Com as baixas arrecadações é essencial que os gestores públicos procurem o apoio dos governos estadual e federal para angariar recursos e poder investir melhor em obras nos municípios. É com este objetivo que o prefeito Lindomar Ballmann visita constantemente a Alesc para protocolocar ofícios reivindicando verbas para Rio Fortuna. Na última semana visitou os deputados estaduais na companhia do vice-prefeito, Neri Vandresen, e os vereadores Wilmar Roecker e Célio Effting. Algumas emendas parlamentares já foram garantidas, e a expectativa é para a liberação do Fundam.

Segurança
Preocupada com a segurança das pessoas, a prefeitura de Rio Fortuna iniciou um trabalho de pintura das faixas de pedestres em vários cruzamentos no perímetro urbano. Entre os principais pontos que ganharam mais segurança com a pintura, estão a Escola Municipal Professor José Boeing, CEI Analíria Willemann de Freitas, Lotérica, Banco do Brasil e prefeitura, entre outros. O serviço é executado pela empresa Colina Comércio de Plantas LTDA, responsável pelos trabalhos de limpeza pública terceirizados este ano. Além das faixas de pedestres, também serão pintadas as lombadas. A previsão é fazer o trabalho no decorrer desta semana.