Você já deixou de usar alguma roupa por receio de ser julgad@? E se eu te contar que talvez essa roupa vai ser a que melhor ficará bem em você?

Pois é, o julgamento ainda é um fator limitante quando se trata de expressão visual. Tendemos a nos preocupar em como seremos interpretados pelo outro e muitas vezes deixamos de usar o que nos representa por conta disso.

Os efeitos negativos dessa repressão podem prejudicar e muito nossa individualidade. Muito provavelmente você irá minar a sua criatividade e começará a se comportar corriqueiramente de modo a agradar mais ao outro do que a si mesmo, e isso se transformará em um sério problema.

Eu entendo e acredito que a opinião do outro pode ser muito importante para nós, afinal, vivemos em sociedade. Mas até que ponto uma opinião pode ser capaz de nos transformar em outra pessoa?

Comece a perceber que um julgamento ou opinião esta diretamente relacionado em como foram as experiencias daquela pessoa. São conceitos que ela concluiu através do repertório de vida dela, ou seja, um julgamento fala mais de quem julga do que de quem está sendo julgado, isso te alivia?

Espero que sim. Na coluna anterior falamos sobre a construção do estilo (passa lá que está interessante), e essa construção não pode ser erguida enquanto você esconder quem é por medo do que vão falar ou porque precisa da aprovação de alguém. Se conecte consigo mesm@, se descubra e se liberte!