Eu não sei vocês, mas me incomoda muito a maneira que algumas lojas me abordam quando quero comprar alguma peça. É claro que não são todas, na maioria das vezes me sinto mais confortável em ir nas lojas de departamento, isso porque lá não tem vendedor no meu pé ansioso por uma venda.

Eu sei que muitos trabalham por comissão, e precisam cumprir as metas estabelecidas pela empresa, mas eu me sinto muito pressionada, isso quando não ouço um “nossa, essa peça fica linda em você” ou “isso tem a sua cara”, quando na verdade aquilo não faz sentido para o meu estilo pessoal e estilo de vida. Hoje existem muitos treinamentos voltados para vendedores, mas a maioria é baseada no maketing de venda agressivo, é o “tudo ou nada”, “vender e vender”.

Mas, se tratando de varejo de moda, acredito que falta muita informação de qualidade para que o vendedor fidelize o cliente. Em primeiro lugar falta empatia, o vendedor não ouve o cliente de maneira a suprir a sua necessidade, muitos querem empurrar peças que vão lhe trazer uma melhor comissão ou que estão encalhadas nas araras.

O ponto a ser observado em primeiro lugar para uma venda certeira é o estilo do cliente, prestar atenção no tom de voz, em como se comporta e a maneira como está vestido, pode trazer maior clareza do que oferecer. Para fidelizar o cliente, criei um treinamento exclusivo para lojistas propondo um novo olhar para a venda, ou seja, é possível que esse cenário mude.

Nos tempos atuais, a busca por serviços personalizados é uma realidade no meio comercial, marcas e lojas devem estar atentas as esse novo comportamento do consumidor, estamos mais exigentes, pois a concorrência está cada vez maior e nosso dinheiro nunca teve tanto valor. A dica de hoje é, seja honest@ na hora da compra, deixe claro suas necessidades, compre o que realmente precisa e esteja consciente na sua decisão, evite comprar pela emoção, assim você não terá um guarda roupas cheio de coisas que não usa.

Beijo beijo