Você já ouvir falar de algum tutor que o cãozinho come as próprias fezes? Isso é chamado de cropofagia, nome dado ao hábito de se alimentar de fezes, e é um assunto muito questionado pelos tutores de pets nas clínicas veterinárias. Esse comportamento pode ser causado por distúrbios metabólicos, assim como distúrbios comportamentais. E hoje vamos falar sobre este assunto tão comentado, mas ainda pouco conhecido. O médico veterinário da Naturalis e gerente técnico nacional da Total Alimentos, Marcello Machado, responde às dúvidas mais frequentes dos tutores, sobre o assunto:

Meu cachorro come cocô. E agora?
“A cropofagia, ou o ato de comer fezes, é mais comum do que a maioria dos tutores imagina. Esse hábito pode estar ligado a problemas pancreáticos, superalimentação (quando o animal é alimentado apenas uma vez ao dia com grande quantidade de ração), baixos níveis proteicos, ocorrência de vermes, ou alimentação insuficiente (fome) e, principalmente, tem um forte laço comportamental. Cães estressados, ansiosos, entediados, confinados em lugares fechados e que querem chamar atenção de seu tutor, podem desenvolver esse distúrbio ao longo do tempo”.

Qual a solução?
Para a solução desse problema, nem sempre são recomendados medicamentos. “Apenas uma mudança de comportamento é suficiente, por isso é importante buscar o médico veterinário de sua confiança, ele indicará o melhor tratamento”.

Fezes amolecidas ou gelatinosas?
Fezes pastosas não são causadas apenas pela alimentação, então é importante entender exatamente o que está acontecendo. Confira as dicas do veterinário:
Verifique se a quantidade diária fornecida não está em excesso. A superalimentação também pode provocar fezes amolecidas e até diarreia;
Descarte a possibilidade de verminoses e protozoários, como a giárdia;
Veja se o pet está consumindo ou consumiu plantas com potencial tóxico, como o bico-de-papagaio;
Também saiba se houve troca brusca de ração, de alimento de filhote para adulto, por exemplo, ou troca de marcas. Recomendo a troca gradual de 7 dias: no primeiro e segundo deve incluir 25% da nova ração e 75% do alimento antigo; no terceiro e quarto dia 50% de cada. No quinto e sexto dia 75% do novo alimento e 25% do antigo. No sétimo dia 100% do alimento novo.
Intestino sensível ou intolerância. Pode ser que o cãozinho tenha intestino sensível a uma determina fonte proteica ou até seja intolerante à proteína animal. No caso de sensibilidade, geralmente um alimento com uma proteína diferente da qual o animal está habituado ajuda a amenizar o problema. Mas, em casos mais graves de intolerância, é necessário oferecer alimento elaborados com proteína de soja, que tem baixo teor alergênico.

SOS Sítio Dona Izabel
Gente, já falamos aqui da atrocidade que ocorreu com os cães cuidados pela dona Izabel. E ela está precisando de ajuda para pagar as despesas dos animais internados. Para isso, foi feito uma vaquinha online no vakinha.com.br/vaquinha/sos-sitio-dona-isabel, onde qualquer valor é bem-vindo. Juntos, somos mais fortes, e essa crueldade não pode e não vai ficar impune.

Ajude a manter essas vidas
Infelizmente, a velocidade para doar cães e gatos não é a mesma das contas vencendo, então, venho aqui para pedir a ajuda de vocês. A Ivania é uma cuidadora muito dedicada e empenhada pelos seus aumigos. Ela precisa de 80 pessoas para apadrinhar um aumigo com o valor de R$ 50,00 mensais até que o afilhado ou afilhada seja doado ou vire estrelinha. Precisa também de doação de ração. Nos álbuns dela, no Facebook, há fotos de quase todos eles e você pode escolher o seu afilhado. Sem ajuda, ela não consegue dar uma vida digna para os bichinhos. Entre em contato com a Ivania pelo WhatsApp: (48) 99996-3059 ou via Facebook: Ivania Beatriz Pires Camargo. Ou efetue um depósito na Caixa, agência 0410, operação 013, conta número 15936-1. Unidos somos mais!

Participe!
Se você, assim como eu, adora o seu aumigo e quer vê-lo aqui como nosso destaque, mande um e-mail para: a_crris@hotmail.com. Sigam-nos no Instagram @pipaminhavidadecao, Facebook www.facebook.com/minhavidadecao e Snap Minhavidadecao.

Dicas
Se você puder colocar água e ração a um cão de rua, faça. É uma iniciativa que infelizmente poucos têm, mas que salva a vidinha destes anjos de quatro patas. Com os dias mais frios que estamos tendo, as ONGs precisam de doações de caminhas, casinhas e ração, pois nossos peludos também sentem sede e fome. Acolher quem necessita é um ato de amor. Vamos fazer uma corrente do bem e ajudar estes seres que transformam nossas vidas.

Foto 001
Aumigos, para adoção temos o Raposinho, um menino muito, muito charmoso de apenas 1 ano de vida. É de porte médio, muito dócil e carinhoso, e se dá bem com outros animais. Tem castração garantida. Quem quiser adotar este lindo pode entrar em contato com a Andresa pelo telefone (48) 98501-6039.

Foto 002
Pessoal, ainda para adoção temos a Tieta, esta menina linda! Ela tem 3 anos, é muito carente e dócil. Já está vacinada e tem castração garantida. Dá-se bem com outros animais. Quem quiser adotar essa fofura pode entrar em contato com a Gi pelo telefone (48) 99991-8342.

Foto 003
Aumigos, também para adoção temos este menino lindo de apenas 7 meses de vida. É muito bobão e carinhoso. Já está vacinado e desvermifugado. É de porte pequeno e tem castração garantida. Dá-se bem com outros animais. Quem quiser adotar este lindo pode entrar em contato com o Marcelo pelo telefone (48) 99697-5507.