Aumigos, hoje vamos falar de boa convivência em condomínios para quem tem pet. A presença dos pets nos condomínios ainda é motivo de conflito entre os moradores. Especialista dá dicas sobre o assunto e sugere bom senso para evitar as discussões.

O Brasil tem hoje cerca de 132,4 milhões de animais de estimação, segundo pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São mais ou menos 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos, divididos pelos lares brasileiros. Eles brincam, correm e fazem a maior festa por onde passam. Fofuras à parte, nos condomínios a presença dos pets ainda é motivo de conflito entre os moradores, como explica Ana Thereza Colen, advogada e franqueada da BRCondos Varginha/MG, administradora de condomínios.

“A convivência entre pessoas e animais é benéfica para as duas partes, porém, alguns tutores não respeitam os limites de espaço e silêncio, enquanto uma parcela dos moradores age de forma exagerada. Quando as duas partes esquecem o bom senso é que os problemas acontecem”, disse Ana, que também é membro da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB da cidade.

Alguns condomínios já oferecem espaços destinados aos pets, onde donos e animais podem se divertir à vontade. No entanto, a grande maioria ainda não possui esse trunfo. “Não há como proibir a presença dos pets, ainda que nenhuma lei afirme isso. As disposições em convenção condominial que tentaram evitar a permanência deles não funcionaram”, revela.

Para Ana, o segredo da boa convivência é respeitar as regras estabelecidas, que devem estar explícitas para todos os moradores no regimento interno do condomínio. “O ideal é que todos tenham acesso ao documento, que precisa informar os locais onde os animais podem transitar e fazer suas necessidades, além da conduta necessária do dono em relação a elas”, completa. Questões como o uso do elevador social, da coleira e do jardim também precisam ser regradas.

“Se todos forem responsáveis com o que diz o regulamento, e se o mesmo estiver completo e bem feito, muito dificilmente teremos problemas e conflitos nos condomínios. A convivência exige que as partes envolvidas dialoguem, mas também saibam escutar. Quanto mais saudáveis forem as relações, mais bem-estar terão os envolvidos”, conclui.

Portanto, proibir a permanência de pets no interior dos apartamentos fere o direito de propriedade e a liberdade de cada um. Porém, adequar a permanência deles no condomínio não somente é permitido, como também é saudável para a convivência de quem tem e de quem não tem animais de estimação.

Destaque da semana!

Foto 001

Aumigos, o destaque da semana é a Preta. Uma vira-latinha  muito esperta e amada. Sua mamãe Lisiane Marcelino Machado me contou que ela é uma espoleta, adora brincar e tem muita energia. Mas também é muito ciumenta com quem chega perto da sua mamãe. Ah… que fofura essas duas!.

Foto 002

Pessoal para adoção esta gatinha linda. Ela tem apenas 1 mês e ainda não tem nome. Como é muito bebezinha dorme muito, e é bem calminha e carinhosa. Quem puder adotar essa fofura entrar em contato com a Ivania pelo Whatsapp (48) 9996-3059 ou pelo Facebook Ivania Beatriz Pires Camargo.

Foto 003

Ainda para adoção temos este gatinho. É um bebezinho e foi degradado a própria sorte na casa da Gi, onde foi acolhido, mas precisa encontrar um lar para chamar de seu. É muito calminho, dócil e carinhoso. Tem castração garantida. Quem puder adotar entrar em contato com a Gi pelo telefone (48) 99991-8342.

Dicas
Se você puder colocar água e ração a um cão de rua, faça. É uma iniciativa que infelizmente poucos têm, mas que salva a vidinha destes anjos de quatro patas. As Ongs precisam de doações de caminhas, casinhas e ração. Pois nossos peludos também sentem sede e fome. Acolher quem necessita é um ato de amor. Vamos fazer uma corrente do bem e ajudar estes seres que transformam nossas vidas.

Ajude a manter essas vidas
Infelizmente, a velocidade para doar cães e gatos não é a mesma das contas vencendo, então, venho aqui para pedir a ajuda de vocês. A Ivania é uma cuidadora muito dedicada e empenhada pelos seus aumigos. Ela precisa de 80 pessoas para apadrinhar um aumigo com o valor de R$ 50.00 mensais até que o afilhado ou afilhada seja doado ou vire estrelinha. Precisa também de doação de ração. Nos álbuns dela no Facebook há fotos de quase todos eles e você pode escolher o seu afilhado. Sem ajuda, ela não consegue dar a eles uma vida digna. Entre em contato com a Ivania pelo Whatsapp (48) 99996-3059 ou pelo Facebook Ivania Beatriz Pires Camargo. Ou efetue um depósito na Caixa, agência 0410, operação 013, conta número 15936-1. Unidos somos mais.

Participe!
Se você, assim como eu, adora o seu aumigo e quer vê-lo aqui como nosso destaque, mande um email para: a_crris@hotmail.com. Sigam-nos no Instagram @pipaminhavidadecao, Facebook www.facebook.com/minhavidadecao e Snap Minhavidadecao.