O Futuro do qual dependemos para continuar existindo, ainda não está pronto, ainda depende de escolhas a serem feitas. Ao longo de décadas, séculos até, temos escolhido, ou melhor, tolhidos a escolher sempre em favor do algoz, shakespeariano, sistêmico e funcional, pelo menos para os que estiveram sempre no poder.

Em nossa sociedade temos um grupo de indivíduos que ainda crê na indiferença como forma de afeto, e se aglutina em uma categoria de pensamento de negação: “Nego, logo existo”.

O outro se afirma no contrário, na igualdade, no respeito e inclusão, uma nova ideia de coletivo. A sociedade do futuro, terá de conviver melhor e organicamente com o planeta.

Não poderá diferir, o ser vivo e o ambiente, sendo ambos uma coisa só. Não é à toa que toda uma espécie se vê ameaçada por uma crise imunológica causada por uma alteração no sistema, um vírus.

Convém observar que nossas barreiras psíquicas caíram muito antes das biológicas. Curiosamente, tanto faz a cor, a raça ou religião, a doença é sistêmica, atingiu a nós todos. Não há quem nos últimos dois anos, não teve sua vida transformada em função disso.

Esses processos coletivos que passamos tem o tom aquariano de mudança e de transformação. Fizemos guerras frias, quentes, atômicas e bacteriológicas. Com a Lua Nova em Aquário, teremos de resolver essa equação.

Urano, é o planeta das revoluções. De um total de nove planetas do sistema, cinco aspectam com ele nesta lunação, indicando o tônus inovador da fase que estará iniciando com a Lua Nova.

Há um enorme desafio na compreensão das novas funções do ser humano na sociedade, e um longo caminho a percorrer. Urano quando acionado, não permite que as coisas permaneçam no lugar onde estavam.

Sol e Lua em Aquário, significa que estaremos dispostos a pagar o preço que for para que mudemos de alguma forma a situação daquilo que mais nos incomoda, radicalização. Os levantes, revoluções e grandes movimentos costumam nascer sob essas configurações.

Para as pessoas que estiverem mais antenadas, talvez seja a hora de rever seu propósito laboral na sociedade. O que e como faremos para continuar sobrevivendo no sistema pluto-capitalista, ou se seremos expulsos dele, postos pra fora e isso seja o tão temido fim do mundo, para alguns.

A parte a ser desenvolvida em nós, vem depois da “Morte”. O renascimento, proposta pelos nódulos Norte/Sul, que agora entram em aspecto com uma poderosa estrela do mapa atual, chamada Algol.

Algol é a mais famosa das estrelas variáveis (uma das poucas conhecidas desde a antiguidade). No pensamento dos antigos astrólogos árabes, era tida como terrível em sua influência.

Algol em sua natureza planetária está relacionada a Saturno/júpiter, que representa uma grande herança através de uma grande dor, enormes privações ou repressão. Esta estrela representa a cabeça que o herói Perseu transporta sob o braço, a cabeça de Gorgon, a Medusa.

A ativação Urano/Aquário desse período traz revelações assustadoras dos nossos principais atores públicos e midiáticos do momento. Quedas, escândalos e mais escândalos, exorcismo sado-midiático em praça pública, histeria popular. Pactos que se rompem e alianças novas que surgem.

Provar-se-á, a partir de agora, a influência planetária e estelar da qual, sabendo ou não, todos nós também fazemos parte. A nossa tão almejada maturidade espiritual, chegou chegando junto com uma grande a responsabilidade de sermos capazes de eco habitarmos o planeta e realmente assumi-lo.

Mas a Inteligência Artificial poderá mudar isso? Ledo engano “gafanhoto”. A I.A. ainda estará sujeita a uma mente que não evoluiu a ponto de atingir o próximo estágio, que deveria ser no mínimo, o de não precisar mais de escravos.

Luiz Henrique Astrólogo
(48) 99623-6232 (Whats) Presencial/Online
Tarô; Mapa Astral; Constelação Arquetípica;
Numerologia; @boaastrologia, @meuespacotb.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul