#PraCegoVer Na foto, duas pessoas com as mãos em concha segurança a imagem de uma pomba da paz
- Foto ilustrativa | Divulgação

Toda verdade, terá uma mentira proporcionalmente oposta.Em cima disso constrói-se uma babilônia. É nisso que se assenta toda a mídia mundial, o poder da mentira e da enganação. E tudo que um mentiroso precisa é de um megafone. Na astrologia, devemos deixar de falar como foi no passado, e sim do que se passa em nosso momento presente, pois nossa mente está tendo enormes dificuldades de compreender tudo o que está acontecendo. O ângulo que cada um enxerga, só vai até onde sua vista alcança. Deve-se considerar as crenças que fazem com que alguns se julguem sempre com o máximo de razão. E isto está sendo um fator limitante que impede uma visão mais ampliada da realidade. Este é o limite imposto pelas trevas da ignorância à luz da razão. Então para sair disso temos que falar da pior delas, o medo. O medo como forma de coerção e manutenção de um regime.

Passamos a conjugar eventos com base nessa forma-pensamento, fazemos julgamentos, tomamos decisões, escolhemos em eleições o que pelos algoritmos, já está até decidido. A paz que, com certeza todos querem, é justamente o que nos torna reféns dos que querem acabar com ela, como forma de exercício de poder, “destruo, logo existo”. Quem é do bem é de paz. E onde eu posso achar a paz em mim, onde e como encontro isso? Aqui vem a influência planetária disponível neste momento, para melhor fazer minhas escolhas. É muito forte e favorável a energia desprendida das órbitas de Júpiter e de Plutão. Um, nos disponibiliza conhecimento e razão e a outra, a ressignificação de nossos temores mais profundos e que temos agora que desafiar. E para começar: não! A realidade não é nada disso do estão me mostrando.

Essa estratégia de se ficar repetindo uma mentira mil vezes, realmente funciona. Depois que isso entra para o nosso sistema de crenças, vira um arquétipo, e você um prisioneiro. Plutão é onde estão presas essas correntes, no mais profundo de nossa mente e, Júpiter possui o poder de desatá-las mediante nossas escolhas, que agora devem ser as mais ousadas possíveis. O homem que acredita que não erra, pensa que imita a Deus, e assim dá o indulto à seus próprios erros inconfessos. Pois no auge de sua arrogância consegue pensar que, se meu Deus não erra, eu também não, ainda que eu mate um milhão. Onde que deuses e armas podem se juntar que não na cabeça de dementes. Plutão dá, mas também tira. Quem é de bem é da paz.
Amém.

Luiz Henrique
Astrólogo presencial e online
(48) 99623-6232 (WhatsApp)
Tarô, mapa astral, constelação arquetípica e numerologia
@boaastrologia
@meuespacotb