Estamos flutuando ou caindo sem paraquedas. Qual a velocidade da queda…
Os problemas que surgem são novos, porém os enfrentamos ainda usando velhas estratégias.

E quanto mais persistimos nisso, mais nos enfermamos. As doenças de todo tipo nascem de nossa incapacidade de responder às demandas da realidade. O tempo perfeito para o surgimento de uma onda psíquica muito negativa.

E para que serve isso? Primeiro foi preciso criar muita interferência na mente, a ponto de conseguir mudar o que se sente, até mesmo entre as pessoas de uma mesma família.

Pronto, ali foi posto o ovo da serpente. Seu silvo passou a ser ouvido diariamente da boca de seus atores, interpretando papéis de podres poderes e rancores. Distorcendo a mente das pessoas de forma comprovada e eficiente.

O negacionismo é uma dessas aberrações que o “admirável mundo tosco” nos trouxe. Assim como toda essa massa de “amendobobos”, com seus disparates, que nem existiriam, não fosse a “internet”. Resultado de uma psique totalmente corrompida, um solo fértil, arado pela mídia, que nos preparou para “a era da psicopatia”.

Teria sido isso uma grande construção? E o que dá pra extrair como lição? O que nunca, em hipótese alguma, deveria ter sido feito, cruzar o limite do bom senso. Mas para que serve esse tal de bom senso? Nos manter vivos.

Atingimos os níveis mais baixos da escala da existência, onde a vida se converte em seu contrário. Tudo isso tem a ver com essa quadratura de Urano e Saturno em Aquário. Saturno capitania as estruturas e as faz funcionarem, Urano as desmonta e recria as bases.
O choque entre o velho e o novo, a regra e a novidade, a ordem e o progresso, e toda sua incompatibilidade.

O clímax dessa situação chega com a Lua Cheia em Escorpião, ativando ainda mais o lado Uraniano da população. Uma ruptura, ou reset moral que abre para novas regras de comportamento e interação.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul