Nós, astrólogos, tarólogos, etc., etc., sentimos a necessidade de encontrar nos astros e símbolos, uma resposta para tanta desgraça acontecendo juntas. Não há o que possa sanar a dor dos que padecem com suas perdas, assim como também não há quem não esteja sofrendo com tudo que está acontecendo.

Nos despedimos da epopeia aquariana e agora vamos para a mais profunda delas, a Pisciana.

A grande quantidade de planetas que passam a transitar por esta casa, intensificam essa sensação de prova de final de ano… Como assim, final de ano? Final do ano astrológico. Peixes é o último signo do zodíaco, o que aciona o “restart” de todo o sistema, a cada vez que o sol passa por ali.

O nosso 2022 já está completamente definido. Nesta parte do ano, vamos receber a nota desse professor, que irá nos lançar um grande desafio, a inevitável consequência de nossas boas e más ações, o bom e o mal juízo, tipo… ”Eu sei o que vocês fizeram no verão passado”. Júpiter também sabe, então, não adianta mentir para você mesmo.

Peixes, é a consciência profunda, não é algo individual, mas sim, universal e, portanto, reveladora do mais profundo âmago do ser…

“Brasil! mostra tua cara…”, é isso o que muita gente não quer ver e que em outros vai causa vergonha, mas será tarde demais pra esconder o resultado das atitudes. Do ano que “acabou de acabar”, vem o reflexo direto, de tudo o que se fez. “Fecha a conta, vou partir”.

O duplo sextil, Marte e Vênus com Netuno, vai levantar a consciência de massa de cada membro desse grande sistema de vida chamado terra. Como na “Constelação, a cura, o alívio, só vem depois que se identifica a verdadeira causa que nos liga ao trauma”. O trauma que deixa em estado catatônico suas vítimas quando são abusadas, principalmente pelos psicopatas, em estado de choque, não sabem pra que lado ir… e assim isso se perpetua. A tragédia fica banal e simultânea, o permanente estado de caos sendo fabricado.

Nesses casos, o que mais espanta sempre é a obviedade, pois quando vem à tona, liberta, torna-se um consenso, uma evidencia. Mas então, o que está na nossa cara e a gente não consegue ver?

Nossa subserviência?

Nossa ignorância apática?

Nossa credulidade nas sombras e num pagamento mensal como forma de aplacar a ira de um DEUS…?!?

Há um trígono exato formado entre o Sol e o planeta Plutão, é a luz x as trevas, a verdade x a mentira, o amor x a ignorância… Em peixes se aprende como isso funciona e júpiter não é um juiz parcial.

Ninguém se cura, se não tiver coragem de assumir onde errou. O perdão não chega e o alívio não vem. A passagem é estreita para sair da caverna de Platão, mas em peixes, dará.

 

Luiz Henrique Astrólogo
Atendimento presencial ou online em tarô, mapa astral, constelação arquetípica e numerologia
Contato: (48) 99623-6232 (Whats)
Instagram:@boaastrologia, @meuespacotb

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul