Jesus nos adverte de que a nossa justiça deve ser maior do que a dos mestres da lei e dos fariseus que vivam na rigidez da lei.  Por essa razão, Jesus aumentou ainda mais a nossa responsabilidade, quando disse: “todo aquele que se encoleriza com o seu irmão será réu de juízo”. A justiça de Deus é o amor e este também é o termômetro para o nosso julgamento. Seremos julgados pela justiça que praticamos, portanto, no final seremos ajuizados pelo amor que vivenciarmos segundo os critérios de Deus e conforme os Seus ensinamentos. Para Deus é justiça, o Amor, o perdão, a reconciliação. E para nós?  O amor implica em acolhimento, ternura, compaixão, compreensão, tudo o que Jesus viveu e nos revelou como ensinamento.