Jesus anunciava que «o Reino dos Céus está próximo» (Mt 10,7). Ele era o anunciador do reino de Deus que se fazia presente entre os homens e mulheres a medida que o bem avançava e retrocedia o mal.
Jesus quer a salvação total do homem, em seu corpo e em seu espírito; mais ainda, ante o enigma que preocupa a humanidade, que é a morte, Jesus propõe a ressurreição. Quem vive morto pelo pecado, quando recupera a graça, experimenta uma nova vida. Este é um grande mistério que começamos a experimentar a partir de nosso batismo: os cristãos ‘estamos chamados’ à ressurreição.
Recorda-nos o Papa Francisco: «Esta cultura do descarte tornou-nos insensíveis também aos desperdícios e aos restos alimentares. Outrora, os nossos avós prestavam muita atenção a não descartar nada da comida que sobejava. A comida que se descarta é como se fosse roubada da mesa de quem é pobre, de quantos têm fome!».