Bana Umar, de 30 anos, é um antigo membro do grupo islâmico armado, Boko Haram, que aterroriza o Norte da Nigéria e de Camarões há sete anos. Umar se alistou há três anos porque queria lutar junto a eles e matar “os infiéis”, ou seja, os cristãos, entre outros. Então, um dia, quando ouvia a rádio BBC, este terrorista ficou comovido pelo terror das atrocidades que ele estava cometendo e decidiu abandonar o grupo. Ele explicou seu arrependimento desta forma: “Sei que tudo o que fizemos foi o inferno, estávamos matando. Estávamos roubando. Estávamos tirando os bens das pessoas pela religião. Finalmente eu saí e me tornei Cristão pelo perdão que deles recebi”.