Na Carta de São Paulo aos Efésios, fala-se de Deus que fez um presente: nos tornou “cidadãos”, que consiste em ter nos dado uma identidade, “uma carteira de identidade”.
Em Jesus, de fato, Deus “aboliu a Lei” para nos reconciliar, eliminando a inimizade, de modo que podemos nos apresentar, uns aos outros, ao Pai num só Espírito”; isto é, “nos fez um”. Assim, somos concidadãos dos santos em Jesus. Deus, portanto, “faz-nos caminhar” rumo à herança com esta certeza de sermos “concidadãos” e que “Deus está conosco”, mas é preciso buscar esta herança todos os dias. E o que nos leva avante no caminho da nossa identidade rumo a este objetivo é justamente a esperança, “talvez a menor virtude, talvez a mais difícil de entender”.