Em muitos lugares celebra-se hoje o ofício das trevas (matutina tenebrarum), é o ofício dos salmos dos últimos dias da semana santa (quarta, quinta e sexta-feira). O nome deriva-se de três situações de trevas:
1 – As trevas naturais de meia-noite ao anoitecer, ou seja, as horas destinadas à recitação do ofício, lembrando as palavras de Cristo preso nas trevas da noite: “Haec est hora vestra et potestas tenebrarum” (Esta é a vossa hora e do poder das trevas.) (Lc 22, 53).
2 – As trevas litúrgicas, quando durante as cerimônias da paixão apagam-se todas as luzes na igreja, exceto uma.
3 – As trevas simbólicas da paixão.

Participe hoje em nossa Paróquia desta celebração.