Hoje , como aquele capataz que ia todas as manhãs à praça procurar trabalhadores para a sua vinha, o Senhor procura discípulos, seguidores, amigos… O seu chamado é universal. É uma oferta fascinante! O Senhor dá-nos confiança e nos compromete. Todavia, Ele põe uma condição para ser seu discípulo, condição essa que nos pode desanimar: temos que deixar «casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos e campos, por causa de mim e do evangelho» (Mc 10,29). Não há contrapartida? Não haverá recompensa? Isto dá algum benefício? Pedro, em nome dos Apóstolos, recorda a Jesus: «Nós deixamos tudo e te seguimos» (Mc 10,28), como querendo dizer: que ganharemos com tudo isto? A promessa do Senhor é generosa: «recebe 100 vezes mais agora, durante esta vida (…); e, no mundo futuro, vida eterna» (Mc 10,30). E você: o que ainda pode fazer por Jesus?