O evangelho deste dia nos fala das diferentes sementes que carregamos no solo de nosso coração. Algumas delas permitimos que venham à vida rapidamente, outras não. O que me assusta é a rapidez com que permitimos e aceitamos a brotação de sementes de ervas daninhas. Estas precisam ser arrancadas. Não há outra solução. Ou tomamos esta decisão ou seremos invadidos por uma lenta autodestruição. Sementes de pecado roubam o espaço da Graça divina. Livre-se de sentimentos ruins. Abra-se à fé! Às quartas-feiras, venha orar conosco em Oficinas, às 19h30.