Jesus, no evangelho desta terça-feira, condena veementemente os líderes judaicos que, na ânsia de parecerem mais santos e melhores, tornavam-se rígidos em sua prática diária e litúrgica. O encontro com o Senhor, sem desmerecer as normas de uma sadia liturgia, devem nos tornar mais leves. Ou a experiência de fé lhe faz uma pessoa de fato melhor, de dentro para fora, ou foi um mero verniz de conversão. Deus deseja mudar o motor de nosso carro existencial e não apenas a lataria.