10 – Não fique se forçando a querer perdoar. O seu perdão é maior que você e precisa de um tipo de generosidade maior que a meramente humana. Peça esta força a Deus.
11 – Abra-se à graça de perdoar. Permita que Deus aja no seu interior!
12 – Decida entre terminar a relação ou renová-la. O perdão permite que você reencontre a liberdade na relação. Pondere se é possível recuperar a relação; sim, às vezes é necessário encerrá-la. Como quer que seja, a sua perspectiva sobre si mesmo e sobre o seu ofensor terá mudado profundamente, mesmo que não haja reconciliação ou que o ofensor tenha falecido. (Aleteia)