2 – Manter a paz na luta
Qualquer que seja a intensidade da batalha, esforcemo-nos por manter a paz de coração e deixar que o Deus dos exércitos lute por nós. Se fico intranquilo, terei a ilusão de que Deus me abandonou e de que não consigo suportar. Acabo caindo e deixando de confiar em Deus nas minhas lutas. Mas é justamente na luta que Deus está mais atuando, me sustentando com seu braço poderoso. Dê mais espaço para que Deus e Maria lutem contigo e verá a diferença!
(Movimento de vida Cristã)