No evangelho deste dia, Jesus olha a necessidade de seus discípulos por alimento. Com isso, ele rompe a lei do sábado para defender a vida. Deus não nos quer escravos de nada, muito menos de legalismos excessivos. O critério de discernimento é a vida do ser humano que necessita ser defendida sempre. Ao final do evangelho, Jesus deixa claro também que a fome de praticar a vontade do Pai deve vir em primeiro lugar. E você: que tipo de relacionamento tem mantido com Deus? De gratuidade ou legalista?