Milhares de pessoas neste momento estão enfrentando momentos difíceis como perder o emprego ou tendo as fontes de sustento sendo impactadas. Quando passamos por esse tipo de dificuldade, sentimentos antigos como o medo da falta e a insegurança, são despertados como uma assombração que vem nos visitar.

Nessas horas é importante lembrar que o ser humano tem uma capacidade enorme de
vencer crises e se superar. Só precisamos confiar em nós mesmos e resgatar os recursos
que temos, mas esquecemos.

O que você faz bem? No que é necessário? Como você pode ser útil nesse momento? Nossos melhores talentos são tão óbvios que não conseguimos enxergar. E por esse motivo, os deixamos guardados. Inutilizados. E isso é um baita desperdício de
potencialidade.

Unir o que fazemos bem com uma necessidade do outro é um grande meio de sermos úteis
em uma pandemia. Olhe ao seu redor. O que as pessoas precisam? Como posso ajudar?
Quando nossas esperanças em autoridades vão embora, sobra a fé em nós mesmos e o
senso de coletividade. E de fato quero acreditar que venceremos.

Não soltemos as rédeas. Cada um de nós é importante, nem que seja fazendo a sua parte, de uma forma singela, como muitas pessoas que tem se isolado nesses tempos, mesmo quando há permissão para perambular.

Infelizmente às vezes ficamos presos a velhos padrões, nos achando impotentes ou fixos ao que funcionava mas esquecemos que momentos de mudança exigem adaptação. E se adaptar requer parar um pouco e repensar. Reorganizar. Experimentar de novo, de
outro jeito, se necessário.

Não precisamos nos comparar com os outros para encontrar o nosso valor. Na maior parte
das vezes olhar para si mesmo com vontade e interesse de dar o seu melhor para ajudar
alguém, da forma que você pode, já basta. E se você oferecer algo útil, merecerá receber
pelo que entrega. E assim o mundo gira. A vida anda. A sociedade retorna.

Nenhum talento é espetacular sem treino, sem busca, sem garra. É botando a mão na massa. Tentando. Errando e corrigindo que se chega em algum lugar. Se agora está difícil de emprego, procure trabalho. Se dedique a encontrar fontes alternativas de renda.

Disponibilize-se para ajudar a vizinha, se for o caso. Entregue o que você tem de valor para o mundo. É dessa forma que o seu propósito se realiza. E com tempo e dedicação, o mundo te compensará.