Foto: Divulgação/Notisul
Foto: Divulgação/Notisul

Os projetos estão presentes de forma muito intensa nas atividades empresariais e pode ser percebido no desenvolvimento de novos produtos, instalação de uma nova unidade fabril, o desenvolvimento de uma nova identidade visual. Muitas empresas têm pouco cuidado no momento de desenvolver e executar projetos em suas organizações, uma prática muito perigosa, principalmente porque é muito fácil jogar dinheiro fora, gastar muito tempo, e não alcançar os resultados pretendidos. Um projeto mal executado pode criar uma imagem ruim de uma organização e até causar a falência. Ao iniciar determinado projeto deve-se considerar inicialmente o planejamento de tempo, o custo e o escopo/produto que se pretende desenvolver, e posteriormente considerar outras áreas que fazem parte do gerenciamento de um projeto, tais como a equipe, qualidade, comunicações, aquisições, riscos, integração e partes interessadas.

A questão chave da gestão de projetos nas organizações está relacionada aos requisitos e as expectativas com os seus resultados, em termos mais práticos, precisa-se ter bem claro para qual fim se destina um projeto, que pode ser desde uma simples mudança de layout até a complexidade envolvida na reestruturação administrativa da organização. O segredo é que para os projetos menores e simples, deve-se ter maior flexibilidade de gestão, enquanto projetos maiores e mais complexos deve-se empenhar maiores esforços e planejar sistematicamente as atividades envolvidas. Bons projetos devem estar alinhados aos desejos de suas partes interessadas e satisfazer claramente as necessidades dos principais impactados, tais como os clientes, os investidores e a equipe envolvida. Existem algumas escolas que disponibilizam conhecimentos que facilitam a gestão dos projetos, no Brasil, o mais conhecido é o PMI (Project Management Institute), que ter por objetivo disseminar conhecimentos, reunir e certificar profissionais, proporcionar networking, entre outras ações que promovam as práticas orientadas para o gerenciamento de projetos.

A velocidade das transformações requer das organizações capacidade de promover ações muito rapidamente, de forma assertiva, e com investimento adequando, portanto, ser eficiente na gestão de projetos torna-se fundamental para tomar decisões adequadas e atender ao contexto que as organizações estão inseridas. Cabe as empresas organizarem suas ações que não são rotineiras em carteira de projetos, cada um com seu planejamento e acompanhamento. Os resultados de projetos bem gerenciados proporcionam o desenvolvimento sistêmico das empresas, através da melhoria da reputação com os clientes, satisfação da equipe, e otimização dos recursos financeiros.


Você sabia?

Existe uma ótima oportunidade para quem pretende ampliar os conhecimentos e desenvolver pesquisas acadêmicas em administração. Está aberto processo seletivo para discentes do programa de Pós-Graduação em Administração da Unisul, no nível de mestrado em administração. O programa possui duas linhas de pesquisa: inovação e sociedade e avaliação de desempenho. Os candidatos podem se inscrever até o dia 10/08/2018, para obter maiores informações acesse: http://www.unisul.br/wps/portal/home/ensino/mestrado-e-doutorado/mestrado-em-administracao/como-ingressar.


Fique Atento!
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC) lançaram edital para financiamento de projetos-piloto em internet das coisas (IoT), a rede de objetos que se comunicam e interagem de forma autônoma pela internet. Serão destinados R$ 20 milhões a projetos em três áreas: Cidades Inteligentes, Ambiente Rural e Saúde. O prazo para apresentação do projeto piloto é 31 de agosto de 2018. Saiba mais acessando: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/onde-atuamos/inovacao/iot/bndes-projetos-piloto-internet-das-coisas.