Prof. Dr. Marcos Marcelino Mazzucco,
Coordenador dos cursos de Engenharia Química, Química bacharelado, Química licenciatura, Engenharia de Controle e Automação e Engenharia do Petróleo na Unisul

Quando estudei química pela primeira vez fiquei absolutamente fascinado com capacidade daquilo em explicar como as coisas aconteciam. Uma das primeiras frases foi: a água é composta por duas moléculas de hidrogênio e uma de oxigênio.

Depois vieram as explicações de átomos, moléculas, ligações e aquilo parecia que tinha tanto sentindo que, levou-me, na universidade, a cursar, química industrial e depois engenharia química. Em todas as coisas tentei inseri o olhar da química: na física dos elétrons, na biologia dos neurônios, na teoria dos sistemas, nos fundamentos da matemática das coisas e muito mais; enfim o universo é um mistério difícil de entender sem um pouco de particionamento. E quanto mais se aprende mais parece que falta aprender.

Em 2018 na Semana de formação empreendedora dos cursos de química da Unisul foi proposto um desafio em etapas e um das etapas foi denominada “O empreendedor desafiado; as necessidades são um desafio; a mente empreendedora motiva-se com uma oportunidade”. Para vencer esta etapa os acadêmicos dos cursos deveriam responder uma pergunta “A que pretensiosa lauda se clama a explicação da saudade?” Com base nesta questão, elaborei e intitulei:

 

A matéria do nada

Em tudo: reflexão, refração, difração, polarização;
Ecos em dissonância, o poder da ressonância;
Realidade ou ilusão, os sentidos por interferência;
Consonância no que se crê, fé e ficção;
Acreditar no que se toca, viver o intocável;
Fenômenos de tudo a entender;
Pensar, analisar, sonhar, o que viver?
Em toda a matéria, o incrível;
Tanto para conhecer e tanto mais desconhecido;
O nada era tanto que em si não se conteve;
Genialidade de um sonho, criatividade;
Da humanidade um orgulho enternecido;
Uma lauda pretensiosa que a tudo descreve;
Em qual quadra desta lauda está a explicação da saudade?
Ciência, Religião, o Nada em Tudo, codinome;
Encontra-me, explica-me, batiza-me.

 

Na entrega da etapa, num auditório da universidade, apresentei a seguinte resposta: “A humanidade, em toda sua história de produção de conhecimento, ainda não conseguiu, numa única página de papel, reunir tantas informações como na Tabela Periódica dos Elementos Químicos”. Para esta lauda pretensiosa, que a tudo descreve, não coube a explicação da saudade e de tantos outros sentimentos que tentamos explicar.

Toda esta introdução, é apenas para que eu apresente meu sentimento angustioso de tristeza, ao ver que, num momento tão delicado para humanidade, muitas pessoas encontram lugar, para propagar o ódio, matar, roubar nos governos, roubar de pessoas que estão recebendo ajuda do governo (que vem de todos nós), prestar um trabalho ruim para a sociedade (aumentando ainda mais as dificuldades e a dor de muitos). Algo tão opressor que traz dor para quem reflete sobre “por que na humanidade há isso?” Só há uma coisa que pode fazer contraponto a isso, o amor.

Nesta semana há dois dias para reforçar este sentimento: a celebração de Corpus Christi, que é parte do maior relato de amor de alguém pela humanidade, a história de Jesus Cristo, e o dia dos namorados. Pensar no amor produz mudanças: junte o amor que sintas por seus filhos, como tenho por minha filha Isabela, por sua companheira(o), como tenho por minha esposa e namorada Marina, por seus pais, seus irmãos, seus parentes, seus amigos, seus colegas e o amor fraternal necessário a todos e pense na humanidade que desejas, assim, encontrarás algumas explicações para o sentido de viver em sociedade, a “química” dos relacionamentos, afinal, a química explica quase tudo.

 

Você sabia?

A Tabela Periódica é, sem dúvida, a maior base de conhecimento que se conseguiu reunir numa única página de conhecimento na humanidade. Em 2019, o mundo celebrou 150 anos da Tabela Periódica dos Elementos Químicos, instituído pela Assembleia Geral da ONU e pela UNESCO: “A celebração é uma forma de reconhecer a tabela como uma das conquistas mais influentes da ciência moderna, que reflete a essência não apenas da química, mas também da física, biologia e outras áreas das ciências puras” (https://nacoesunidas.org/onu-comemora-ano-internacional-da-tabela-periodica-em-2019)

 

Fique atento!

A sensibilidade e a ciência, aliadas, nos tornam mais aptas a tomar decisões e a aprender em todos os contextos. Notícias entristecedoras, situações desmotivadoras e a crença de que podem nascer mudanças movem os empreendedores sociais. Podemos fazer parte destes movimentos, ao menos com apoio intelectual, afinal a força está em cada um de nós.